Por pbagora.com.br

Manoel Jr. rebate críticas de RC e diz que será difícil explicar aliança do prefeito com Cássio

Em nota à imprensa, o deputado Manoel Junior (PSB) rebateu críticas de Ricardo Coutinho (PSB) e afirmou que será difícil o prefeito explicar aliança com ex-governador Cássio Cunha Lima.

Nesta terça-feira (4), foi veiculada na mídia matéria em que
o prefeito de João Pessoa, Ricardo Coutinho, cita as ausências justificadas
do deputado federal Manoel Junior (PSB-PB) na Câmara dos Deputados e diz que
elas não fazem bem ao PSB.

Nota:

 

Em resposta a essa afirmativa, a Assessoria do deputado Manoel Junior
informa que:

Todas as ausências do parlamentar foram documentalmente justificadas à
Câmara dos Deputados e ocorreram devido a compromissos políticos que fazem
parte de sua atividade parlamentar, pois, infelizmente, é humanamente
impossível que o parlamentar esteja em dois locais ao mesmo tempo.

Lembramos que o deputado é também membro da Mesa Diretora da Câmara,
Presidente da Subcomissão Permanente de Assuntos Municipais e Presidente da
Frente Parlamentar em Defesa da Regulamentação da Emenda Constitucional (EC)
15/96 – Criação de Novos Municípios, atividades que demandam tempo e ações
fora da Câmara dos Deputados.

Seria importante que o prefeito avaliasse o trabalho realizado pelo
parlamentar no mesmo período. Manoel Junior apresentou 50 proposições,
sendo: Oito Projetos de Lei; Três Projetos de Lei Complementar; Duas Emendas
Constitucionais; Duas Indicações; Uma Proposta de Fiscalização; 21
Requerimentos e 13 Emendas a Projetos de Lei e Medidas Provisórias.

Os recursos para João Pessoa aumentaram expressivamente com a chegada de
Manoel Junior à Câmara dos Deputados. Em 2007, quando assumiu o mandato de
deputado federal, foram empenhados R$ 37 milhões para a Capital, em 2008, R$
46 milhões, enquanto que, em 2005 e 2006, foram destinados apenas R$ 3,0 e
R$ 4,5 milhões, respectivamente.

Mas, o prefeito ignora o trabalho do deputado, limitando-se a fazer
comentários maldosos sobre o número – justificado – de ausências que o
parlamentar teve em Plenário, deixando sequer de citar as inúmeras vezes que
o parlamentar esteve a serviço da prefeitura de João Pessoa nos organismos
do Governo Federal.

Lamentamos o fato e acreditamos que difícil mesmo será o prefeito Ricardo
Coutinho explicar a Paraíba esse “casamento” com o ex-governador Cássio
Cunha Lima, cassado por corrupção eleitoral.

PB Agora
 

Notícias relacionadas

Disposto a ouvir, MDB quer debater pauta política com João Azevêdo

O colegiado emedebista na Paraíba aprovou, nesta segunda-feira (19), durante reunião virtual a sugestão de uma reunião com o governador João Azevêdo para tratar de assuntos políticos e administrativos. O…

Vídeo: primeira dama de Cabedelo dá versão após boatos de traição conjugal

Em vídeo-resposta a um ‘Fake News’, divulgado na noite de ontem (19), por meios de grupos de redes sociais, a primeira-dama de Cabedelo, Daniela Ronconi, rebateu a informação sobre uma…