O juiz Falkandre de Sousa Queiroz, da 21ª Zona Eleitoral, cassou, nesta segunda-feira (18), os mandados do prefeito de Barra de São Miguel, João Batista, e do seu vice, Fábio José Maia.

 

O presidente da Câmara Municipal vai assumir o comando da Prefeitura imediatamente.

 

João Batista foi condenado por abuso de poder econômico e captação ilícita de sufrágios nas eleições de 2016, em ação proposta pela coligação “A Força do Povo”.

 

A decisão ainda torna os dois políticos inelegíveis por oito anos e determina a realização de novas eleições em 40 dias.

 

O juiz ainda aplicou multa de R$ 10 mil para o prefeito e o vice. Ainda cabe recurso da decisão do juiz de 1ª instância.

 

Redação

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Autofagia dos secretários de Cartaxo paralisa gestão da PMJP

A garantia do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), de que o candidato à sucessão municipal será escolhido dentre os filiados do PV que integram a gestão municipal tem…

ANÁLISE: aparecimento de Cássio na festa, sem ser convidado, escanteou Romero e gerou problemas com aliados…”

O discurso – aparentemente forjado – de que o ex-senador Cássio Cunha Lima não está querendo nada com política, é uma tremenda balela. Ele quer, sim. E como quer!… Mais…