Defensor da PEC 300, Major Fábio manda recado e promete ‘artilharia’ pesada contra o Governo do PT: “Não aguentamos mais tanta enrrolação”

Um dos maiores defensores da PEC 300 no País, o deputado federal Major Fábio usou o seu mini-blog na tarde desta segunda-feira, (22), para postar sua indignação com o atual Governo Federal e disparou: “Os trabalhadores de Segurança Pública do Brasil estão sendo "enrolados" pelo Governo do PT. A resposta virá em breve!”.

O parlamentar continuou: “É uma vergonha o tratamento dispensado pelo Governo do PT aos trabalhadores de Segurança Pública. Não aguentamos mais tanta enrolação!”.

O desabafo do Major Fábio veio depois dele ouvir o áudio da sala de reuniões do Palácio do Planalto que ficou ligado e, vazou para o comitê de imprensa a reunião, reservada, dos líderes dos partidos na Câmara com o ministro das relações institucionais do Governo Lula, Alexandre Padilha.

Na conversa, o líder do Governo pede aos seus colegas que não incluam na pauta da Câmara medidas que causem impacto financeiro, como a PEC 300. O deputado Paulinho da Força (PDT-SP) alerta para a possibilidade de uma greve nacional.

A gravação vai além, o relator do orçamento confirma que tem condições de pagar o salário mínimo entre R$ 560 e R$ 570, mas o Governo não tem interesse no reajuste nessa proporção. O líder do PR fala em legalizar os bingos e reverter seus impostos para saúde.

O fato é que o diálogo é uma afronta a inteligência do povo brasileiro. Um desrespeito total, porcaria! É lamentável ouvir a forma como o Governo e os seus aliados tratam o futuro, a vida e os sonhos do povo!

 

Simone Duarte com informações do Blog do Victor

PB Agora
 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Presidente da Câmara de Cuité terá que devolver dinheiro ao erário por alterações em declaração

Depois de usar o grande alcance de uma emissora de rádio para declarar que a cidade de Cuité, no Curimataú da Paraíba, estaria com um surto de sarampo, o que…

João minimiza renúncia de filiados de cargos no PSB e volta a culpar dissolução

“As pessoas se sentiram, efetivamente, desprestigiadas dentro do partido, e isso é consequência”. A declaração foi dada na tarde desta segunda-feira (23) pelo governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB) ao…