Com receio de sofrer punições por parte da direção do Partido da Mobilização Nacional (PMN) por adotar uma postura na Câmara Municipal Campina Grande contrária a orientação da sigla, o vereador Rodrigo Ramos já desfiliou-se do PMN e entrou ontem para o Partido da Solidariedade.

O vereador ligado ao pré-candidato ao Governo do Estado Veneziano Vital do Rêgo faz parte da oposição na CMCG, contrariando a orientação do partido presidido por Lídia Moura. A bancada do PMN aderiu a base governista na Casa de Félix Araújo.

Rodrigo Ramos negou no entanto, que o Solidariedade presidido no Estado pelo deputado Benjamim Maranhão, estaria prestes a aderir ao governador Ricardo Coutinho.

Ontem (03), Benjamin negou que a filiação de novas lideranças esteja condicionada ao apoio à base governista e acrescentou que a nova legenda não está marchando para o jardim dos girassóis como foi especulado.

Com filiação de Rodrigo Ramos no Solidariedade, aumenta para sete o número de vereadores que já mudaram de Partido, até o momento na Câmara de Campina Grande.  Trocaram de legenda na cidade, Pimentel Filho (PMDB), Nelson Gomes Filho (PRP), Hércules Lafite (PSC), Ivam Batista (PMDB), Cícero Buchada (PTN) e Alexandre do Sindicato (PTC). Estes seis últimos assinaram a ficha de filiação no Partido da República e Ordem Social (PROS).

PBAgora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Vené e João têm conversa amistosa e reforçam sintonia

Assim como anunciado na última sexta-feira (09), o senador Veneziano (PSB) confirmou que se encontrou com o governador João Azevêdo (sem partido) nesse final de semana para tratar da conjuntura…

Secretário diz que João não irá perder mais tempo rebatendo ataques

O racha dentro do PSB não deve interferir na maneira como a gestão estadual está sendo administrada. Pelo menos é esse o tom adotado pelo secretário de Articulação Política do…