Durante evento no Rio de Janeiro nessa quarta-feira (18) o ex-presidente Lula (PT) saiu em defesa do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), assim como Ricardo inúmeras vezes demonstrou confiança na inocência de Lula mesmo quando ele ainda estava preso.

Lula disse que até que se prove o contrário ele também acredita na inocência de Coutinho.

“Quero prestar solidariedade a um companheiro que ontem foi denunciado e dado ordem de prisão contra ele, que é o nosso companheiro ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho. Ele foi acusado por uma delação, até que se prove o contrário tenho certeza que ele é inocente, que prove que ele é culpado, mas não por um delator, mas por provas no autos do processo”, disse.

Com relação a inclusão do nome de Ricardo na lista da Interpol, já que ele está fora do país, o ex-presidente disse que não vê necessidade da comunicação.

“Não precisaria comunicar a Interpol. Deveria esperar ele voltar ao Brasil, fazer um julgamento decente e justo e se provarem que ele ou qualquer um de nós é culpado, que se prenda. Mas antes de fazer um processo justo, não é correto o que fizeram com ele”, afirmou.

Confira:

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião: 3ª cidade mais rica da PB, Cabedelo apresenta cenário de miséria com renda per capita de meio salário mínimo

O município de Cabedelo tem aproximadamente 68 mil habitantes, dos quais 39.2% da população recebe, apenas, um rendimento médio de meio salário mínimo por pessoa a cada domicílio, segundo dados…

Veneziano propõe projetos para minimizar efeitos de pandemia no Brasil

Empenhado em ajudar a conter o avanço do novo coronavírus, o Senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) apresentou dois Projetos de Lei que minimizam os efeitos da Covid 19. O…