Em oito anos, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva acumulou uma quantidade enorme de presentes: quase 1,5 milhão. A variedade é igualmente imensa. O acervo tem objetos de valor, como joias e obras de arte, e outros simples, como facas de churrasco, canecas, camisetas de time de futebol e bonés. Para a mudança, quando deixar o Planalto em 1º de janeiro, serão necessários 11 caminhões.

Ao observar as prateleiras da sala onde os presentes estão armazenados, no Palácio da Alvorada, é fácil perceber a diversidade. Em uma mesma prateleira, estão um vaso de cristal verde, entregue pela rainha Silvia, da Suécia, e uma caneca de vidro do Fluminense. Em outra estante, está guardado um capacete que foi do ídolo Ayrton Senna, ao lado de outros capacetes.

Um dos presentes de maior valor histórico recebido pelo presidente é a Ordem do Elefante, dada pela rainha da Dinamarca, Margrethe 2ª. A ordem, cravejada de brilhantes, é a maior condecoração dinamarquesa. A lei do país exige que o presente seja devolvido quando o presenteado morre. Mas não foi o que fez a França, como explica o diretor do Escritório de Documentação Histórica, Claudio Soares Rocha.

– Está exposta no Museu do Louvre a Ordem do Elefante que foi dada ao rei Luís 14.

Outros objetos de valor são uma maquete do Palácio Imperial do Marrocos, inteira em ouro. A maquete foi presente do rei do marroquino, Mohammed 6º. Do rei da Arábia Saudita, Abdullah Bin Abdulaziz Al-Saud, Lula recebeu uma espada em ouro cravejada de brilhantes, esmeraldas e rubi. Do filho do rei, ganhou uma segunda espada, toda em ouro branco.

Dos objetos populares, Lula tem uma coleção do seu time do coração, o Corinthians, que nem mesmo o diretor de documentação histórica sabe dimensionar. Conjuntos de facas de churrasco também são dezenas.

– Como as pessoas sabem que ele gosta de churrasco, mandam esses conjuntos. Muitos desses presentes são dados pessoalmente ao presidente ou a algum integrante da equipe dele, em viagens. Ele ganha muitos presentes.

 

Na categoria dos presentes curiosos, Lula já ganhou um pé de mandacaru, que foi plantado no Alvorada, um cavalo, muitos produtos para consumo, como carnes e chocolates, e até duas batedeiras, uma para ele e outra para dona Marisa.

Dos objetos de valor histórico, estão no acervo de Lula os diplomas de seus mandatos, expedidos pelo TSE e a caneta que ele usou para assinar a sua primeira posse. Na ocasião, Lula pediu emprestada a caneta dourada do então presidente do Congresso, Ramez Tebet.

– A caneta está no acervo. Não é uma caneta qualquer. É uma caneta que foi emprestada pelo presidente do Congresso para Lula assinar o termo de posse. Por isso adquiriu valor histórico.

R7

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Vereadora acusa colega de desconhecer regimento da CMJP ao apresentar projeto contra atletas trans

Ao se unir a entidades LGBT e feministas a vereadora pessoense Sandra Marrocos (PSB), acusou a colega de parlamento vereadora Eliza Virgínia (PP), de desconhecer o regimento da casa ao…

Galdino faz apelo ao MP por mais tempo para gestores extinguir lixões

Em recente entrevista à imprensa o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) deputado Adriano Galdino (PSB), assumiu o apelo dos prefeitos do Litoral Norte do Estado, que alegando falta…