A Paraíba o tempo todo  |

Lula ‘dormiu tranquilamente’ e ‘continua sereno’, diz PT sobre prisão

O Partido dos Trabalhadores (PT) informou, neste domingo (8), que o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva “dormiu tranquilamente” na primeira noite que passou preso em uma sala especial na Superintendência da Polícia Federal (PF), em Curitiba.

 

Além disso, segundo o PT, ele “continua sereno e tranquilo”.

 

Nesta manhã, foram entregues o café da manhã e o almoço que são servidos aos presos da PF. O jantar deve ser oferecido às 18h.

 

Lula chegou à Região de Curitiba, no Aeroporto Afonso Pena, por volta das 22h de sábado (7) para a cumprir a pena de 12 anos e 1 mês de prisão pela condenação no caso do triplex em Guarujá (SP).

 

Ele foi condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ele é o primeiro ex-presidente do Brasil condenado por crime comum.

 

Por ordem do juiz federal Sérgio Moro, o ex-presidente ficará preso em uma sala especial de 15 metros quadrados, no 4º andar do prédio da PF, com cama, mesa e um banheiro de uso pessoal. Também foi autorizada a instalação de um TV no local.

 

O espaço reservado é um direito previsto em lei.

O mandado de prisão

 

O mandado de prisão foi expedido por Moro na início da noite de quinta-feira (5) e, na sequência, Lula seguiu para a sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP).

O ex-presidente se entregou à Polícia Federal quase 26 horas após o prazo dado pelo juiz para que ele se apresentasse voluntariamente.

Lula saiu a pé do sindicato, às 18h42, e caminhou até um prédio próximo, onde equipes da Polícia Federal o aguardavam. A saída teve de ser feita dessa maneira porque, por volta das 17h, Lula tentou sair de carro, mas foi impedido pela militância.

De carro, Lula foi levado por agentes até a Superintendência da PF em São Paulo, onde realizou exame de corpo de delito. Na sequência, seguiu de helicóptero para o aeroporto de Congonhas e, de lá, decolou em avião com destino a Curitiba.

G1

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe