Por pbagora.com.br

Lula diz que governo vai conceder aumento real na aposentadoria; proposta vale para 2010 e 2011

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse, em sua coluna semanal para os jornais, que “em 2010 e 2011 o governo vai conceder aumento real na aposentadoria para quem recebe acima do mínimo. Em acordo com as centrais sindicais, decidimos fazer o reajuste pelo índice de inflação mais a metade do índice de crescimento do PIB do segundo ano anterior. O acordo prevê garantia no emprego 12 meses antes da aposentadoria e o fim do fator previdenciário para os trabalhadores cuja soma da idade e o tempo de contribuição seja 85 (mulher) e 95 (homem). As propostas serão examinadas pelo Congresso e tenho a certeza de que serão aprovadas”.

Educação

Sobre o projeto Um Computador por Aluno, o presidente disse que “aponta para uma revolução na educação”. Segundo ele, “para a primeira fase, foram escolhidas escolas de cinco cidades: Brasília (DF), Palmas (TO), Piraí (RJ), Porto Alegre (RS) e São Paulo (SP). Essas experiências estão permitindo o desenvolvimento da segunda fase, que vai contemplar dez escolas de cada estado. São cinco escolas estaduais, escolhidas pelas secretarias estaduais de educação, e cinco municipais, escolhidas pela União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação. Já iniciamos o processo de licitação para adquirir 150 mil laptops. Os primeiros 3 mil serão utilizados para o treinamento dos professores, uma vez que o programa exige um projeto pedagógico específico”.

Lula falou ainda sobre a possibilidade do fim das escolas de educação especial. Segundo ele, o ministro Fernando Haddad rejeitou de pronto o parecer do Conselho Nacional de Educação que tornava obrigatória a matrícula em escolas comuns de alunos com necessidades especiais. “Pelo novo parecer, a partir do ano que vem esses alunos passam a ter o direito, e não a obrigação, de se matricularem em escolas do ensino regular. Todas as escolas terão que fazer adaptações para oferecer atendimento especializado. Os recursos para as adaptações e abertura de classes especiais sairão do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Será a abertura de caminho para a educação inclusiva, em que alunos com necessidades especiais terão a oportunidade de participar dos espaços comuns de aprendizagem”.

 

G1

 

Notícias relacionadas

Efraim já contabiliza apoio de 83 prefeitos paraibanos na corrida para o Senado

O deputado federal Efraim Filho (DEM) recebeu o apoio de mais três prefeitos engajados no seu projeto de eleição para o Senado Federal nas eleições de 2022, contabilizando agora a…

Covid-19: Paraíba registra 1079 novos casos e 18 óbitos neste domingo

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) registrou, neste domingo (16), 1.079 casos de Covid-19. Entre os confirmados hoje, 54 (5%) são casos de pacientes hospitalizados e 1.023 (95%) são…