Por pbagora.com.br

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta quinta-feira que o processo de paz no Oriente Médio passa por uma definição sobre o programa nuclear iraniano.

Ao receber nesta tarde o presidente do Líbano, Michel Suleiman, no Palácio do Itamaraty, Lula afirmou que esse país é exemplo de tolerância e prosperidade para toda a região.

“Não haverá reconciliação na região sem um Líbano vivendo em harmonia com seus vizinhos.
Nem haverá conforto para o sofrido povo libanês enquanto perdurar o confito áreabe-israelense, a questão dos refugiados palestinos e as indefinições sobre o programa nuclear iraniano”, disse.

Lula reforçou que, com a intenção de cooperar na busca de entendimento, irá a Teerã no mês que vem, quando se reunirá com o presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad.

Na semana passada, durante cúpula do Ibas (grupo formado por Índia, Brasil e África do Sul), Lula e o presidente sul-africano, Jacob Zuma, defenderam o direto do Irã de enriquecer urânio para fins pacíficos, mas cobraram de Ahmadinejad transparência em suas ações relacionadas ao programa para que fique claro que não há intuito bélico.

Exercícios militares

A Guarda Revolucionária (Pasdaran), grupo militar do regime iraniano, iniciou nesta quinta-feira treinos de manobras de guerra no Golfo Pérsico em resposta às ameaças nucleares dos Estados Unidos.

“A mensagem mais importante destes exercícios frente às ameaças nucleares americanas é que resistiremos firmemente para mostrar a todos aqueles que ameaçam a paz e a segurança mundiais que não têm capacidade de lançar uma guerra, inclusive nuclear”, declarou Ali Shirazi, assessor do líder supremo do país, o aiatolá Ali Khamenei.

Para o asssessor as ameaças americanas são antigas, mas nunca foram levadas a cabo. “Há 31 anos, os Estados Unidos não param de nos ameaçar, mas foram incapazes de fazer algo”, acrescentou.

Em sua nova doutrina nuclear, os Estados Unidos afirmam não descartar em caso de conflito um ataque nuclear contra o Irã, a quem acusa de tentar dotar-se de armas nucleares apoiando-se em seu programa civil, apesar dos desmentidos de Teerã.

Durante o primeiro dia de manobras, que prosseguirão até sábado, foi testada uma nova lancha rápida com força de destruição muito importante, segundo as fontes militares.

Folha Online

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Análise – Prefeito de Pombal agiu exemplarmente. Errados estão os que negam a ciência e a vacina

Nos últimos dois dias, a hipocrisia pautou uma discussão idiota estimulada por uma onda odienta contra o prefeito da maravilhosa cidade de Pombal, Abmael de Sousa Lacerda, o Doutor Verissinho…

Cícero Lucena evita contabilizar quantos vereadores terá na base

Nesta quinta-feira (21), o prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (Progressistas), declarou que no momento não há uma preocupação sobre quantos vereadores estarão na sua base na Câmara Municipal ou…