A Paraíba o tempo todo  |

Luiz Couto reafirma que sistema penitenciário não recupera seus detentos

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

O candidato ao Senado pelo Partido dos Trabalhadores (PT) Luiz Couto, reafirmou que o sistema penitenciário, hoje, não recupera seus detentos. A declaração foi dada um dia após a maior fuga da história das penitenciárias paraibanas

Você coloca alguém que cometeu um pequeno crime no meio de grandes traficantes e grandes assaltantes ou ele entra na rede deles, no grupo deles, ou é assinado.  

Durante a entrevista, Luiz couto enfatizou algumas ações para prevenir e reparar os danos causados pela falta de segurança é promover uma Assembleia Constituinte Exclusiva, que, na pratica, alteraria a atual Constituição de 1988.

É preciso mudar o sistema que temos hoje. Hoje você coloca a responsabilidade da segurança no estado, ai os estado não tem condições, a união fica mandando dinheiro e muitas vezes o dinheiro não é aplicado como deveria ser e, nesse sentido, eu defendo uma constituinte exclusiva para que tenhamos efetivamente essa situação enfrentada através de um plebiscito para que a população diga o que ele quer para a politica brasileira, economia etc. Há muita coisa na constituição que não deveria estar.

Para ele, “o governo não pode vetar nada do que está na constituição sem uma ação direta de inconstitucionalidade porém, para o deputado, as pessoas acham que em colocar uma proposta de emenda constitucional (PEC) estarão livres da sanção ou da possibilidade de serem vetados”.

Redação

 

 


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe