Por pbagora.com.br

Mais de mil candidatos ficaram com dívidas de campanha nas eleições de 2018, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O saldo devedor dos que participaram apenas do primeiro turno e já tiveram a prestação de contas encerrada é de R$ 77 milhões. Entre os ex-candidatos a governador com maiores dividas está o paraibano Lucélio Cartaxo (PV), irmão do prefeito da capital Luciano Cartaxo (PV) que ficou em segundo lugar na disputa pelo governo da Paraíba.

 

Segundo levantamento do TSE, Lúcelio é o nono ex-candidato a governador com maior dívida de campanha no Brasil, com R$ 1,2 milhão para quitar, José Maranhão (MDB) aparece em seguida com débito de R$ 1,15 milhão. O governador eleito, João Azevêdo (PSB), tem a menor dívida e ainda deve quitar R$ 534 mil.

 

Entre eles (ex-candidatos no Brasil), a maior dívida é do governador reeleito do Ceará Camilo Santana (PT), que registrou déficit de R$ 3,6 milhões. O político arrecadou R$ 4,8 milhões, mas teve despesas de R$ 8,4 milhões ao longo da campanha.

 

""

 

Redação com o Globo

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Notícias relacionadas

Medicamentos genéricos custam até 65% mais barato em CG

A pesquisa de preço de medicamentos do mês de abril do Procon de Campina Grande constatou que os medicamentos genéricos são 65% mais baratos do que os de referência (marca).…

“Vou estar junto com o governador João Azevêdo”, afirma Adriano sobre 2022

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino, afirmou nesta quinta-feira (22) que independente de qualquer cenário político que se vislumbra para às eleições de 2022, a única certeza…