O vereador Lucas de Brito (DEM) usou a tribuna da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), nesta quarta-feira (30), para questionar a transferência do serviço de coleta da cidade, realizado pela Emlur (Autarquia Municipal de Limpeza Urbana), para empresas privadas. Lucas lembrou que já houve aumentos dos valores pagos pelo serviço neste ano de 2013 e que mais de mil funcionários são contratados atualmente pela Autarquia.

“O cidadão pessoense iniciou o ano de 2013 pagando R$ 4,9 milhões pelo serviço de limpeza urbana da Capital e vai terminar o exercício despendendo R$ 7,6 milhões. Aumento absurdo de 50% sob a gestão do PT, que também importou, por contrato emergencial, a empresa Revita”, criticou o parlamentar.

Além dos valores pagos para empresas privadas, a Emlur mantém em seus quadros, 1.113 servidores contratados por excepcional interesse público e outros 148 à disposição de outros órgãos. “Os dados são do Sagres e mostram que existe um efetivo para a limpeza urbana na cidade. Pergunto o que vai acontecer com esses pais e mães de família? Será que vão para a rua?”, indagou.

A denúncia foi abordada na coluna do jornalista Rubens Nóbrega, que lembrou a possibilidade de greve e paralisações muito comuns nos embates entre patrões e empregados. Segundo trechos da coluna, a entrega de 100% da coleta e transporte do lixo da cidade a empresas privadas deve acontecer na Concorrência Pública nº 001/2013 da Emlur, marcada para 8 de novembro próximo.

Durante seu pronunciamento, Lucas de Brito destacou a necessidade de o serviço público ter garantias sobre o funcionamento da coleta, para que a possibilidade de interrupção dos serviços não gere transtornos à população.

 

Ascom

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Com condenação até 2023, ex-deputado deve ficar fora da disputa pela prefeitura de Esperança, entenda o caso!

O ex-deputado estadual Arnaldo Monteiro (PSC), que é pai do atual deputado estadual Anderson Monteiro (PSC) é um dos nomes que figura no Portal da Transparência do Governo Federal, mais…

Áudio vazado põe em xeque declarações de Jackson Macêdo sobre apoio irrestrito ao governo Azevêdo

O presidente do PT na Paraíba, Jackson Macedo, já havia declarado o seu posicionamento com relação a crise instalada no PSB do estado. Aliado do projeto, Jackson disse que continuava…