Por pbagora.com.br

A vice-governadora e pré candidata ao governo da Paraíba Lígia Feliciano (PDT), e o senador Cássio Cunha Lima (PSDB), entraram na mira da Justiça Eleitoral, acusados de antecipar campanha fora do período estabelecido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

 

O procurador regional eleitoral da Paraíba, Victor Carvalho Veggi, abriu um procedimento preparatório contra a vice-governadora. A portaria foi publicada na edição do Diário Eletrônico do Ministério Público Federal (MPF) de ontem, segunda-feira (18).

 

De acordo com o documento, Lígia teria praticado suposta propaganda eleitoral antecipada vedada ao divulgar publicação no Instagram patrocinado.

 

O Ministério Publico Federal (MPF), também está investigado o senador Cássio Cunha Lima por propaganda eleitoral irregular nas redes sociais. Cássio pretende disputar a reeleição.

 

De acordo com o diário oficial do Ministério Público Federal (MPF), publicado no dia 15 de junho deste ano, Cássio teria patrocinado vários posts em sua página no Facebook – o que não seria permitido pela justiça eleitoral.

""

 

PB Agora

Saiba mais sobre Certificação Digital no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas Certificação Digital. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PL 4.489/2019: Congresso derruba veto do presidente a relatório de Veneziano 

O Congresso Nacional (Câmara dos Deputados e Senado Federal) derrubou nesta quarta-feira (12) o veto integral (Vet 1/2020) ao projeto que definiu a atuação de advogados e contadores como técnica…

Petista critica postura de Eliza contra Chico César: “Quer fazer palanque”

O vereador petista Marcos Henriques criticou o requerimento da vereadora Eliza Virgínia, que foi aprovado nesta quinta-feira (13) na CMJP, com voto de repúdio ao cantor e compositor paraibano Chico…