Ontem (27), após o presidente da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), Marcos Vacínios cobrar que os parlamentares da Casa não envolvessem temas de campanha nos discursos na tribuna, coube ao líder da oposição na Léo Bezerra (PB), destacar que os oposicionistas cumprirão desde que os vereadores da base do prefeito Luciano Cartaxo também sigam essa orientação.

 

“O presidente da casa [Marcos Vinicius] reiterou o pedido para que os vereadores não utilizassem a tribuna para fazer política, e sim debater os assuntos de João Pessoa. Agora, se a bancada de situação vier colocar temas políticos, nós vamos rebater, sim. Se bater, leva!”, disse o líder da oposição, Léo Bezerra (PSB), ontem, após reunião convocada pela Mesa Diretora para acalmar os ânimos, devido aos embates entre oposição e situação.

 

Recentemente Léo declarou que algumas medidas devem ser adotadas para que os trabalhos no Casa não sejam prejudicados. De acordo com Léo, a possibilidade de cortar as os pontos dos faltosos, como vem acontecendo na Assembleia Legislativa da Paraíba é uma das alternativas. “Temos que debater com o presidente da Casa Marcos Vinícius, chamar os vereadores para conversar, essa é a minha sugestão, saber o que está acontecendo" disse.

 

Redação

 


Saiba mais sobre Certificação Digital no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas Certificação Digital. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião: Bolsonaro resgata o clima de hostilidade à imprensa, vivido na ditadura

Bolsonaro sempre se apresentou como uma proposta verdadeiramente perigosa e ameaçadora à jovem democracia brasileira. Um grosso, truculento; daqueles que lembram os patéticos arroubos de ignorância do general Newton Cruz…

Análise – ALPB abre os trabalhos em fevereiro com duas bombas: a Fundação PB Saúde e reforma da Previdência

O brasileiro costuma afirmar que o ano só começa após o carnaval. Essa afirmação momesca, no entanto, reside no imaginário coletivo do povo brasileiro, mas, de fato, um novo ciclo…