Ao analisar a sentença do juiz da 1ª Vara Federal João Bosco Medeiros de Sousa onde o mesmo decidiu que a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) tem um prazo de 30 dias para apresentar explicações para o Ministério das Cidades sobre as irregularidades apontadas em relatório e notas técnicas elaborados pelo Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU), referentes ao contrato que executou a obra de revitalização do Parque Sólon de Lucena, a Lagoa o vereador de oposição na Câmara Municipal de João Pessoa Léo Bezerra (PSB), alegou que chegou a hora do povo saber o que de fato ocorreu.

 

Ao analisar o fato o vereador de oposição destacou que a prefeitura depositou R$ 2,6 milhões numa conta em juízo [em devolução ao Ministério das Cidades]. “É justo que a Prefeitura pague por algo que alguém fraudou? Chegou a hora de sabermos o que aconteceu”, disse Léo.

 

A decisão também determinou que os R$ 2.674.449,41 pagos pela gestão do prefeito Luciano Cartaxo (PV), como forma de depósito judicial sob força da liminar inicial da ação ingressada pela PMJP para extinguir a cobrança dos mais de R$ 10 milhões, fossem remetidos diretamente para a União.

 

Esta sentença se refere à ação nº 0800078-90.2018.4.05.8200 movida pela PMJP contra a União, no dia 4 de janeiro de 2018, em caráter de urgência, para aplacar o prazo dado pela Caixa Econômica Federal para o ressarcimento do valor apontado pela CGU que teriam sidos superfaturados na obra da Lagoa. O prazo, que foi de 60 dias para a devolução e que findaria no dia 6 de janeiro daquele ano, já era a terceira tentativa da Caixa de reaver os recursos.

 

Desafio não aceito – Recentemente Léo fez um desafiou seus colegas parlamentares da situação a irem postar uma foto no píer da Lagoa. Obra entregue recentemente pelo prefeito Luciano Cartaxo (PV) é criticada pela oposição devido ao seu pequeno porte. “Eu desafio a qualquer vereador para tirar uma foto no pier da Lagoa. Aquilo não é píer”, destacou Bezerra.

 

 

 

Redação

 


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Ex-presidente do PSL/SE acusa Julian de integrar complô na sigla e trair Bolsonaro

Em entrevista bombástica concedida ao programa Arapuan Verdade, na tarde desta terça-feira (22), o ex-presidente do PSL de Sergipe, João Tarantela acusou o deputado federal paraibano, Julian Lemos (PSL) de…

Eduardo Carneiro defende PL que torna carne de sol de Picuí patrimônio imaterial

O deputado estadual Eduardo Carneiro (PRTB) vai recorrer da decisão da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) que considerou o projeto de Lei…