A Paraíba o tempo todo  |

Léo analisa derrota de Cartaxo na Justiça que obriga PMJP a devolver R$ 10 mi na obra da Lagoa

Ao analisar a sentença do juiz da 1ª Vara Federal João Bosco Medeiros de Sousa onde o mesmo decidiu que a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) tem um prazo de 30 dias para apresentar explicações para o Ministério das Cidades sobre as irregularidades apontadas em relatório e notas técnicas elaborados pelo Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU), referentes ao contrato que executou a obra de revitalização do Parque Sólon de Lucena, a Lagoa o vereador de oposição na Câmara Municipal de João Pessoa Léo Bezerra (PSB), alegou que chegou a hora do povo saber o que de fato ocorreu.

 

Ao analisar o fato o vereador de oposição destacou que a prefeitura depositou R$ 2,6 milhões numa conta em juízo [em devolução ao Ministério das Cidades]. “É justo que a Prefeitura pague por algo que alguém fraudou? Chegou a hora de sabermos o que aconteceu”, disse Léo.

 

A decisão também determinou que os R$ 2.674.449,41 pagos pela gestão do prefeito Luciano Cartaxo (PV), como forma de depósito judicial sob força da liminar inicial da ação ingressada pela PMJP para extinguir a cobrança dos mais de R$ 10 milhões, fossem remetidos diretamente para a União.

 

Esta sentença se refere à ação nº 0800078-90.2018.4.05.8200 movida pela PMJP contra a União, no dia 4 de janeiro de 2018, em caráter de urgência, para aplacar o prazo dado pela Caixa Econômica Federal para o ressarcimento do valor apontado pela CGU que teriam sidos superfaturados na obra da Lagoa. O prazo, que foi de 60 dias para a devolução e que findaria no dia 6 de janeiro daquele ano, já era a terceira tentativa da Caixa de reaver os recursos.

 

Desafio não aceito – Recentemente Léo fez um desafiou seus colegas parlamentares da situação a irem postar uma foto no píer da Lagoa. Obra entregue recentemente pelo prefeito Luciano Cartaxo (PV) é criticada pela oposição devido ao seu pequeno porte. “Eu desafio a qualquer vereador para tirar uma foto no pier da Lagoa. Aquilo não é píer”, destacou Bezerra.

 

 

 

Redação

 


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe