Por pbagora.com.br

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) rejeitou ontem (11) o sexto pedido de tropas federais formulados por comarcas paraibanas. Desta vez, a recusa foi para a cidade de Araruna. Antes dela, já haviam sido rejeitados os pedidos formulados pelos juízes que comandam as comarcas de Teixeira, Brejo do Cruz, Pedras de Fogo, Alhandra e Fagundes.

Em todos os casos, o governador João Azevêdo (Cidadania) havia assegurado o envio de tropas das forças estaduais para reforçar a segurança. Em contato com o blog, o secretário de Segurança do Estado, Jean Nunes, revelou que pelo menos 6 mil policiais, entre civis, militares e bombeiros, estão sendo mobilizados.

O embarque das tropas está acontecendo na manhã desta quinta-feira (12), em João Pessoa. Duas aeronaves estão sendo mobilizadas, também, para atuar no dia das eleições. Uma ficará sediada em João Pessoa e outra entre Campina Grande e Patos. Elas serão acionadas em caso de convocação.

Ao todo, são 4,5 mil homens da Polícia Militar, 1,3 mil policiais civis e ainda um grupo de bombeiros militares vão reforçar a segurança. O efetivo, segundo o secretário, é adicional.

Nas cidades, os policiais militares serão responsáveis por guardar urnas nos colégios, policiamento nos 1.808 locais de votação e rondas nessas áreas, coibindo boca de urna, e também evitar confrontos entre militâncias antes e durante as comemorações. Outra atuação é cumprir as determinações de Justiça Eleitoral, como a proibição de carretadas, onde a prática foi proibida.

O Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba estará empregado de modo a prestar apoio à Polícia Militar, bem como reforçar o serviço operacional nos três Comandos Regionais da instituição. O suporte para a realização das eleições 2020 acontece há mais de 15 dias, desde o apoio logístico até a realização de instruções de prevenção para mesários. Para os próximos dias, a corporação deixou à disposição da Polícia Militar um efetivo de 156 homens e mulheres, que serão distribuídos por todo Estado, na função de guarda de urna e apoio durante o período do pleito eleitoral. Os serviços de Combate a Incêndio, Guarda Vidas, Busca e Salvamento e de Mergulho terão seus empregos reforçados durante este período do pleito em todo o Estado.

Serão instalados Centros de Comando de Controle, nas áreas de cada Comando Regional, onde estará o comandante do respectivo CRBM, acompanhado de um oficial, e ainda um oficial de ligação. Estes centros funcionarão em contato direto com os juízes eleitorais, de modo a receber e solucionar possíveis demandas de forma mais ágil. Esse contato também será estabelecido com o oficial da Polícia Militar que estiver à frente da operação, durante as eleições.

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Karla Pimentel cobra de Márcia Lucena publicação de ato para transição

A prefeita eleita do município de Conde-PB, Karla Pimentel, protocolou junto à Prefeitura Municipal, desde o dia 17/11/2020, os nomes da sua equipe de Transição para atuar em conjunto com…

Jovem é preso com drogas, balança de precisão e dinheiro do tráfico em Santa Rita

A Polícia Militar prendeu um jovem suspeito de atuar no tráfico de drogas, na noite dessa segunda-feira (30), no bairro de Tibiri Fábrica, em Santa Rita. Ele estava em frente…