Por pbagora.com.br

O juiz da 3ª Vara da capital, Wolfran da Cunha Ramos, determinou o bloqueio de novos bens do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB). A defesa entrou com pedido para desbloquear os bens já sequestrados pela Justiça no valor de R$ 6,5 milhões, porém, o pedido foi negado.

O magistrado determinou o sequestro de mais quatro bens de Ricardo e argumentou que havia apenas R$ 56 mil na conta do ex-governador, sendo necessário o sequestro de outros bens para completar o valor determinado pela justiça.

O juiz não aceitou o argumento de que os valores bloqueados seriam lícitos e, portanto, não poderiam ser retidos. Ele acrescentou ainda que a lei possibilita o sequestro de bens lícitos ou ilícitos do investigado.

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Após ter candidatura questionada na Justiça Eleitoral, prefeito desiste da disputa

Atual prefeito de Casserenque, Genival Bento (Dinda) buscava a reeleição nas Eleições 2020, no entanto, após ter sua candidatura questionada pela Justiça Eleitoral, o gestor resolveu renunciar a disputa alegando…

PB Agora/Datavox: gestão João Azevêdo é aprovada por 70,8% em Monteiro

A administração do governador João Azevêdo (Cidadania) à frente do comando estadual é aprovada por 70,8% dos monteirenses entrevistados pelo Instituto Datavox, na pesquisa divulgada neste domingo (17), pelo portal…