Por pbagora.com.br

Após tomar conhecimento de que as tornozeleiras eletrônicas estariam em falta na Paraíba e que, por esse motivo, os investigados da Calvário poderiam ficar sem o equipamento, mesmo com decisão judicial determinando o contrário, o deputado federal Julian Lemos,do PSL, fez publicar um áudio, na imprensa, na tarde deste sábado (22), se colocando à disposição da justiça para bancar os custos dos equipamentos destinados aos investigados na Operação Calvário, entre eles o ex-governador Ricardo Coutinho.

No áudio, o parlamentar justifica a decisão como sendo um apoio para fazer valer a justiça e ‘evitar que criminosos coajam testemunhas ou destruam provas, ele está disposto a arcar com os custos e ajudar a determinação judicial a ser cumprida’.

“Tomei conhecimento que faltam tornozeleiras aqui na Paraíba para que sejam colocadas nos criminosos da Calvário. Eu, deputado Julian Lemos, estou me colocando à disposição, quero o número da conta da empresa que fornece, inclusive já com desconto no meu salário, eu mesmo pago, para que esses equipamentos estejam à disposição da justiça, para que possa de fato cumprir a determinação judicial. Não é possível que criminosos dessa periculosidade fiquem circulando por aí sem que a justiça saiba onde eles estão, para que eles não possam coagir testemunhas ou destruir provas. Então eu, deputado federal Julian Lemos estou à disposição para pagar por esses equipamentos para que esteja no lugar que deve está, que é no tornozelo desses criminosos”, disse

O aparelho custa R$ 200,00 e atualmente é utilizado por mais de 1 mil presos, alguns sentenciados, outros não.

Além do ex-governador Ricardo Coutinho, devem fazer uso do equipamento Coriolano Coutinho; Márcia Lucena; Gilberto Carneiro; Cláudia Veras; Francisco Pereira; Bruno Miguel e David Clemente.

O PB Agora também teve acesso ao áudio.

OUÇA

PB Agora

Notícias relacionadas

Levantamento do PB Agora contabiliza 10 nomes cotados para disputar única vaga da Paraíba no Senado em 2022

Um levantamento feito pela reportagem do PB Agora contabilizou ao menos dez nomes cotados para ingressar na disputa pela única vaga da Paraíba no Senado Federal nas eleições de 2022.…

Projeto Social apoiado pela prefeitura de Bayeux vira chacota por erro gramatical

Por meio das suas redes sociais, a prefeita da cidade de Bayeux, Luciene Gomes (PDT), divulgou, neste fim de semana, um projeto social apoiado pela sua gestão denominado: Irmã Geni.…