Dois dias após a cassação de Cássio Cunha Lima, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) vai decidir hoje o futuro do governador do Maranhão, Jackson Lago (PDT), e do vice, Luiz Porto. Será julgado pedido de cassação dos dois, acusados de abuso de poder econômico e político e compra de votos na eleição de 2006.

 

Se o TSE decidir pela cassação, deverá prevalecer a tese de que o substituto deve ser o segundo colocado na eleição: no caso, a senadora Roseana Sarney (PMDB). O relator Eros Grau já deu um voto favorável à cassação, mas o julgamento será reiniciado porque o vice-presidente do tribunal, Joaquim Barbosa, se afastou do caso na semana passada alegando razões de foro íntimo. Será substituído por Ricardo Lewandowski.

 

Ontem, o presidente do TSE, Carlos Ayres Britto, disse que o tribunal deverá julgar o mais rapidamente possível os pedidos de cassação que tramitam contra outros 6 governadores: Marcelo Déda (Sergipe), Ivo Cassol (Rondônia), José de Anchieta Júnior (Roraima), Waldez Góes (Amapá), Marcelo Miranda (Tocantins) e Luiz Henrique (Santa Catarina).
 

estadao.com.br

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Raíssa Lacerda deixa o PSD e vai para o Avante comandado por Genival Matias

Há tempos demonstrando sua insatisfação com o PSD, legenda que ajudou a fundar na Paraíba, a vereadora Raíssa Lacerda anunciou nessa sexta-feira a sua desfiliação da sigla. Já era sabido…

Cícero Lucena troca PSDB de Cássio por PP de Aguinaldo Ribeiro

Uma das novidades no último dia para filiação partidária, neste sábado (04), foi a filiação do ex-senador Cícero Lucena aos quadros do Progressistas na Paraíba. O caboclinho, como é conhecido,…