O professor Américo, que disputa a presidência do PPS em João Pessoa, conseguiu, através de liminar, expedida pelo juiz plantonista da 5a Vara da Fazenda Pública, Algacyr Rodrigues Negromonte, a suspensão do Congresso da legenda que acontece nesta quinta-feira (31), no Hotel JR, no centro de João Pessoa.

O magistrado entendeu que não foi dada a devida publicidade ao edital de convocação para eleição, impedindo assim que os filiados tomassem conhecimento da eleição.

"A convocação por pessoa ilegítima poderá acarretar sérios danos aos filiados e aos eventuais candidatos, ante a previsão estatutária de os Diretórios serem considerados empossados automaticamente, logo após a proclamação do resultado. Portanto, presentes os requisitos que autorizam a concessão de tutela antecipada", diz o juiz em sua decisão.

 

VEJA O DESPACHO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Redação

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Veneziano repudia atitude de Bolsonaro convocando para ato contra o Congresso

O senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) repudiou nesta quarta-feira (26) a atitude do presidente da República, Jair Bolsonaro, de convocar a população para um ato contra o Congresso Nacional…

STF põe fim a pagamento de pensão a ex-governadores na PB, mas ex-gestores continuam a receber

Em 2018, o Supremo Tribunal Federal (STF) decretou, em julgamento ocorrido, o fim do pagamento de pensões a ex-governadores e viúvas de ex-governadores da Paraíba. O benefício havia sido aprovado…