Saindo antes mesmo de entrar. Enquanto o Superior Tribunal de Justiça (STJ) decide pelo retorno de Berg Lima à prefeitura de Bayeux, um novo processo deve mantê-lo longe do cargo.

Na tarde desta quinta-feira (13), o STJ, em decisão unânime, determinou o retorno de Berg Lima ao mandato de prefeito de Bayeux. O gestor chegou a ser preso pelo GAECO ao ser supostamente flagrado recebendo propina em um restaurante no município. No entanto, o juiz Francisco Antunes Batista, da 4ª Vara Mista de Bayeux, autor da sentença, emitiu um comunicado à Câmara Municipal confirmando a condenação de Berg Lima por ato de improbidade administrativa na esfera cível.

Desta forma, fica proibido, portanto, que Berg Lima reassuma a chefia do Poder Executivo municipal. O prefeito afastado ainda responde a um processo de cassação na Câmara Municipal.

""

PB Agora

 

 


Saiba mais sobre Certificação Digital no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas Certificação Digital. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Meta é trabalhar: João diz que ainda não pensou em um possível segundo mandato: “Não é minha meta agora”

Ainda é muito cedo para que o governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB) possa pensar em uma possível reeleição. Marinheiro de primeira viagem, o gestor exerce o seu primeiro mandato…

Jackson Macêdo é reeleito presidente estadual do PT da PB

A etapa estadual do 7º Congresso Nacional do PT – Lula Livre, definiu novas diretrizes as lutas políticas do Partido dos Trabalhadores na Paraíba (PT/PB). O encontro aconteceu neste sábado…