Saindo antes mesmo de entrar. Enquanto o Superior Tribunal de Justiça (STJ) decide pelo retorno de Berg Lima à prefeitura de Bayeux, um novo processo deve mantê-lo longe do cargo.

Na tarde desta quinta-feira (13), o STJ, em decisão unânime, determinou o retorno de Berg Lima ao mandato de prefeito de Bayeux. O gestor chegou a ser preso pelo GAECO ao ser supostamente flagrado recebendo propina em um restaurante no município. No entanto, o juiz Francisco Antunes Batista, da 4ª Vara Mista de Bayeux, autor da sentença, emitiu um comunicado à Câmara Municipal confirmando a condenação de Berg Lima por ato de improbidade administrativa na esfera cível.

Desta forma, fica proibido, portanto, que Berg Lima reassuma a chefia do Poder Executivo municipal. O prefeito afastado ainda responde a um processo de cassação na Câmara Municipal.

""

PB Agora

 

 


Saiba mais sobre Certificação Digital no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas Certificação Digital. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PT/PB separa gestão estadual da disputa pela PMJP e fica com os dois

Parceiro do PSB na construção da atual gestão, o Partido dos Trabalhadores na Paraíba garante seguir caminhando ao lado do Cidadania partido de João Azevêdo, na administração estadual. No entanto,…

PSD Nacional respalda nome de Bruno e deve abortar planos de Tovar virar prefeito em CG

O candidato mais votado, em Campina Grande, nas eleições para deputado federal de 2018, Bruno Cunha Lima, que se filiou recentemente ao PSD da Paraíba, vem agradando a cúpula nacional…