A Paraíba o tempo todo  |

Juiz da Capital envia processo de Tércio contra Julian para o STF; saiba do que o bolsonarista foi chamado

O juiz Hermance Gomes Pereira, do Juizado Especial Criminal de João Pessoa, declinou da competência para julgar uma queixa-crime contra o deputado federal Julian Lemos (União Brasil) e vai enviar o processo para o Supremo Tribunal Federal (STF), pelo fato do parlamentar ter foro privilegiado.

Julian está sendo acionado por Tercio Arnaud Tomaz, assessor especial do presidente Jair Bolsonaro e pré-candidato a suplente de senador de Bruno Roberto (PL). Tercio, que é tido pela imprensa nacional como um dos líderes do ‘gabinete do ódio’ de Bolsonaro, acusa Julian dos crimes de calúnia, difamação e injúria.

Até pouco tempo atrás, os dois estavam no mesmo time, alinhados completamente com o presidente Jair Bolsonaro. Agora, que rompeu com o capitão, Julian frequentemente é alvo e autor de ataques direcionados ao núcleo duro do bolsonarismo, colecionando ‘tretas’ com os filhos do presidente e outros aliados.

No processo, está anexada pela defesa de Tercio degravação de entrevista na qual Julian chama o assessor de ‘vagabundo’; ‘geniozinho do mal’.

Confira:

2022-07-14T10-30-44-Decisão

 

PB Agora

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe