A Paraíba o tempo todo  |

José Maranhão aproveita o feriado prolongado e só deve falar oficialmente amanhã

Governistas só se pronunciam amanhã

O respaldo do feriadão de Finados cai como luva para que o governador José Maranhão (PMDB) prolongue oficialmente o silêncio até o primeiro pronunciamento pós-eleitoral previsto para a tarde de amanhã no Palácio da Redenção. Ontem, um dia após a derrota nas urnas, o bloco governista se manteve fechado em copas: Da coordenação política aos assessores administrativos, a orientação foi segurar qualquer informação até a realização da coletiva que deve contar com as presenças dos aliados políticos e coordenadores de campanha Manoel Júnior (PMDB), Wilson Santiago (PMDB) e Wellington Roberto (PR).

Na pauta, além do discurso direto aos paraibanos e dos agradecimentos renovados ao eleitorado, Maranhão deve explorar temas como a apresentação das Ações de Investigação Judicial Eleitoral (AIJEs) movidas pela coligação Paraíba Unida, encabeçada pelo PMDB no Tribunal Regional Eleitoral (TRE). As ações contra o governador eleito Ricardo Coutinho (PSB) prometem incrementar ainda maiso terceiro turno da disputa na esfera judicial eleitoral que já mantém pendências nos casos dos barrados pela Lei Ficha Limpa.

A última ação deu entrada no TRE no último dia 31, e os seus advogados alegam suposto abuso de poder econômico e político pelo uso do programa de microcrédito da Prefeitura de João Pessoa, o Empreender JP. As anteriores acusam a distribuição de brindes em uma festa infantil, realizada no Dia das Crianças. Há ainda a previsão de que, ainda nesta primeira coletiva, Maranhão contemple a formação da Comissão de Transição de Governo, já solicitada por Ricardo.

Maranhão deve trabalhar com a previsão de verba e coordenadorias técnicas e políticas para a equipe de transição. O intento governista é de tranquilizar a população em torno de supostos abusos econômicos que inviabilizariam a nova gestão. A comissão atua até 31 de dezembro, véspera da posse de Ricardo, e vai preparar o caminho para o início do governo que anunciou mudanças estratégicas para restruturação da economia da PB.

O prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital (PMDB), passou a segunda-feira em casa, com a família, e preferiu não comentar o resultado das eleições. O mesmo aconteceu com o senador eleito Vital do Rego Filho (PMDB). Por meio de sua assessoria, Vitalzinho informou que, nos próximos dias, irá falar com a imprensa.

Já Wilson Santiago concedeu entrevista a uma emissora de rádio da capital e afirmou que respeita a vontade dos paraibanos. Além disso, ele disse que não pretende obstacular o governo de Ricardo e que contribuirá com o socialista no Congresso Nacional. "Vamos continuar defendendo os interesses da Paraíba", garantiu o parlamentar.

 

Diário da Borborema

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe