Por pbagora.com.br

 Experiente jornalista amigo da família Cunha Lima defende manutenção de aliança entre Cássio e RC

Velho conhecedor da política paraibana e um dos responsáveis pela entrada de Cássio Cunha Lima na política, o veterano jornalista pesquisador Josué Sylvestre, defende a manutenção da aliança do PSDB com o PSB de Ricardo Coutinho.

Amigo e conselheiro político histórico da família Cunha Lima Josué Silvestre afirmou em entrevista na manha desta quarta-feira (18), na rádio Cidade Esperança, que o melhor para a Paraíba seria Ricardo e Cássio manterem-se unidos em 2014. O historiador que há muitos anos vive no estado do Paraná, está escrevendo mais um livro sobre a política paraibana e deverá lança-lo em Campina no início de novembro.

Ao ser questionado sobre o momento da aliança Cássio e Ricardo, Josué que já planejou, analisou e participou de diversas campanhas aqui no estado, foi taxativo, ao afirmar que o melhor é os dois permanecerem aliados "O melhor é os dois continuarem unidos. Não conversei ainda com Cassio sobre o assunto, mas é isso que irei aconselhar", pontuou o amigo pessoal da família Cunha Lima.

Sobre o governo Ricardo, o experiente jornalista admitiu se tratar de um governo frio, racional, mas de ações: "Ricardo tem trabalhado mas é fechado e de pouca flexibilidade política", avaliou.
Josué Silvestre viu Cássio Cunha Lima entrar na política. Ele conta que em 1986 participou de uma reunião histórica do qual fazia parte o grupo político liderado por Ronaldo Cunha Lima. Eles estavam reunidos para decidir quem seria o candidato a vice governador na chapa de Burity.

Durante a escolha da chapa que disputaria as eleições daquele ano, Raymundo Asfora aceitou a indicação do seu nome para vice-governador, sendo que desta reunião surgiu o nome de Cássio Cunha Lima herdando seus votos, como representante do povo paraibano no Congresso Nacional. Cássio foi eleito deputado federal, e depois prefeito de Campina Grande, governador e senador da República. A aliança de grandes nomes peemedebistas também elegeu Tarcisio Burity governador e Raymundo Asfora vice no dia 15 de novembro de 1986.

Severino Lopes

PB Agora

Notícias relacionadas

Opinião: mesmo com negacionismo de Bolsonaro, JP e a PB dão exemplo contra a covid

O poeta russo Vladimirovitch Maiakovski certa vez escreveu: “Não estamos alegres, é certo, mas também por que razão haveríamos de ficar tristes? O mar da história é agitado. As ameaças…

SUSTENTABILIDADE E GARANTIAS SOCIAIS: gestão Cícero inicia preparação de JP para o futuro

O prefeito Cícero Lucena completa 100 dias de gestão neste sábado (10) num processo de reconstituição da cidade de João Pessoa, que enfrenta, assim como todo o mundo, os efeitos…