O apoio de Ronaldinho Gaúcho ao candidato Jair Bolsonaro (PSL) não foi bem recebido na Espanha. O Sport, da Catalunha, questiona se o Barcelona deveria romper o acordo com o ex-jogador, que é embaixador mundial do clube.

 

A publicação afirma que o clube precisa manter a sua reputação limpa e respeitar os valores que propaga, já que considera que o líder do Partido Social Liberal tem pensamentos abertamente racistas, homofóbicos e machistas.

 

Para justificar a sua posição, o jornal exibiu vídeo em que o candidato afirma que "preferia um filho morte do que homossexual", que o "erro da ditadura foi torturar e não matar" e que "teve quatro filhos, três homens, e que na úlima deu uma fraquejada, aí veio uma mulher".

 

O Sport ressalta que Ronaldinho tem todo o direito de escolher qualquer ideologia política, mas que o Barcelona também pode e deve eleger o embaixador que convém.

 

 

 

Band

 

 


Leia mais notícias sobre o mundo jurídico no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Governador destaca importância de cumprir promessas de campanha

O governador João Azevêdo fez um balanço dos primeiros nove meses de gestão, destacando ações em áreas como saúde, educação, segurança e infraestrutura. A inauguração do Batalhão Especializado em Policiamento…

Hervázio: “Aliados estão ‘inquietos’ e querem um desfecho da crise do PSB”

Ainda sobre a crise deflagrada dentro do Partido Socialista Brasileiro na Paraíba que colocou em lados opostos o governador João Azevedo e o ex governador Ricardo Coutinho, o deputado estadual…