A Paraíba o tempo todo  |

João Gonçalves entra na disputa pelo cargo de primeiro-secretário da ALPB

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Após a exoneração do deputado do deputado João Gonçalves, Secretaria estadual de Articulação Política e seu retorno ao Legislativo paraibano. O parlamentar voltou digamos, com informações de bastidores que dão conta de uma nova adesão a base de sustentação do governador João Azevêdo (Cidadania), além disso, com uma meta assumir o cargo deixado pelo ex-deputado estadual Nabor Wanderley que assumiu a prefeitura de Patos, que detinha o relevante cargo na ALPB de primeiro secretário, considerado por alguns como o prefeito da Assembleia.

Em entrevista Gonçalves disse: “Vamos ter outro companheiro (na bancada de governo)”, disse. Especula-se que o novo governista venha de uma cidade próxima a Campina, de um parlamentar filiado ao PSC. Se confirmado essa possibilidade, será o terceiro parlamentar a deixar a oposição para se integrar à bancada governista – antes, em menos de uma semana, aderiram Raniery Paulino (MDB) e Eduardo Carneiro (PRTB), que, respectivamente, haviam sido líder e vice-líder da oposição.

Informações de bastidores dão conta que João Gonçalves montou QG em um escritório no Bairro da Torre, neste período de recesso parlamentar. A seu favor conta uma experiência acumulada ao longo de cinco mandados e que foram 10 eleições para composição da mesa-diretora sem nunca ter brigado por cargos. “A Casa está fechada, mas estamos no escritório da Torre trabalhando”, frisou João Gonçalves.

Além de João que ocupava uma importante pasta a de secretário de Articulação Política no Estado da Paraíba, outro deputado já manifestou interesse pela vaga é o seu colega de partido, o deputado Edmilson Soares.  “Já havia falado com ele e pedido voto, mas soube disso depois. Estamos firmes e pretendendo poder trabalhar mais pelo povo e pela Casa”, concluiu.

 

Redação

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe