Por pbagora.com.br

O ano de 2021 não é eleitoral, mas as articulações visando o as Eleições de 2022 já se desenham. NO âmbito nacional, existe a possibilidade da disputa presidencial se concentrar em torno dos candidatos Luiz Inácio Lula da Silva, pela esquerda, e do atual presidente Jair Bolsonaro, pela direita. Desta forma, resta saber dos partidos que eles deverão seguir nessa corrida pela chefia do Executivo nacional.

O Cidadania, partido do governador João Azevêdo, entre tantas outras legendas, é mais uma que avalia ter um candidato próprio ou apoiar um dos lados na disputa. Porém, a escolha feita pela legenda pode reproduzir efeitos nas decisões políticas do governador paraibano. Em entrevista a emissora de televisão em João Pessoa nesta quinta-feira (29), João não descartou a possibilidade de evitar montar chapa com candidatos que decidam apoiar o projeto de reeleição do presidente Jair Bolsonaro.

– Teria dificuldade, é óbvio, pela minha condição e leitura do que faço da política, do que acho que são os preceitos mais básicos para se buscar na política, como a política de inclusão, uma política justa. Lógico que isso tem que ser pesado e por isso que eu digo que as coisas serão discutidas em seu devido momento. Antecipar os fatos as vezes não traz nenhum tipo de benefício – afirmou o governador.

 

PB Agora

Notícias relacionadas

PB recebe medicamentos do ‘kit intubação’ doados pelo Governo da Espanha

O Ministério da Saúde começou a distribuição de medicamentos do ‘kit intubação’ doados pelo Governo da Espanha. A Paraíba vai receber 4.785 unidades. Também foram autorizadas instalações de leitos de…

Petistas frustram apoio a nome de Couto para federal em 2022

Depois de ter abandonado uma reeleição tida como certa à Câmara Federal nas eleições de 2018 para se aventurar na disputa pelo Senado Federal, e sair derrotado, o ex-deputado federal…