Candidato a governador, João Azevêdo (PSB) retrucou críticas do candidato José Maranhão (MDB) à segurança pública e à saúde da Paraíba: “Recebemos um Estado quebrado na época de Maranhão”, disse.

 

 “Na gestão dele, faltava tudo para o setor de segurança: gasolina para viaturas, não havia equipamentos como coletes, as greves de policiais eram constantes, rebeliões em presídios. No Hospital de Trauma, funcionários iam para as farmácias comprar até fraldas por que não havia no hospital. Foi três vezes governador e nada vez. Ele tem atração pelo poder, quer o poder pelo poder”, afirmou João.

 

Aliás, esse é um aspecto que vem sendo abordado em relação a Maranhão por outros agentes políticos, para quem o emedebista tem fixação pelo poder. O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), por exemplo, fez duras críticas ao senador, afirmando que ele não deseja que ocorra uma oxigenação na política. Conforme registrou a coluna na semana passada, Cartaxo disse que Maranhão representa a “velha política” e que “tem sede de poder, ânsia de poder”.

 

Redação

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Mesmo com PSB em crise, Jackson volta a defender RC para PMJP

O presidente reeleito do diretório do PT na Paraíba, Jackson Macêdo, pelo visto ainda tem a esperança de que a crise no PSB, partido aliado, seja sanada. Coisa que até…

Adriano Galdino recebe título de cidadão pessoense e Medalha Epitácio Pessoa

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Adriano Galdino, recebeu, nesta segunda-feira (21), o título de cidadão pessoense e a Medalha Epitácio Pessoa, durante sessão solene realizada em conjunto…