O governador João Azevedo sinalizou, com muita clareza, que há possibilidade, sim, de ir além do anunciado percentual de 5% de reajuste salarial linear para os seevidores públicos.

A disposição do Governo neste sentido ficou evidenciada na entrevista que ele concedeu nesta sexta-feira (24) ao programa Correio Debate, do Sistema Correio de Comunicação.

Ele disse: “Sobre as questões levantadas (reclamadas) pelas categorias dos servidores, eu sou defensor do diálogo”.

João Azevedo deixou claro que irá à reunião de quarta-feira com os representantes das categorias de servidores disposto a dialogar. O que, naturalmente, pressupõe que o Estado pode flexibilizar na direção de contemplar melhor os funcionários.

Até porque, quando não há mais disposição neste sentido, o discurso do governante é em outro tom: que não pode ser, o Estado está no limite de sua capacidade etc e tal.

Estilo
Em reiteradas manifestações o governador João Azevêdo tem demonstrado o que pretende adotar, na relação com os funcionários públicos do Estado, um estilo de tratamento e convivência diferente do do seu antecessor, Ricardo Coutinho.

Estabilidade
O governador avaliou que 2019 não foi ano fácil porque a economia nacional não favoreceu, de forma que cada Estado foi obrigado a fazer uma gestão mais austera e se virar com seus próprios recursos.

João Azevêdo constatou, também, que a Paraíba conseguiu fechar o ano numa situação de total estabilidade, ao contrário de muitos outros Estados brasileiros.

Mais uma que denota a disposição do Governo de favorecer os servidores.

Com ele, jamais
Com vistas às eleições municipais deste ano, o PT paraibano já tem uma decisão tomada: não se juntará a partido ou a político nenhum aliado com o presidente Jair Bolsonaro.

No mais, pode até se misturar com a alguém da direita, desde que também esteja contra o capitão-presidente.

Lagoa
Há cerca de dois meses, a coluna cantou a bola: em 2020, ano eleitoral, iriam ressuscitar a polêmica sobre a Operação Irerês.

Trata-se daquela que investiga supostas irregularidades nas obras do Parque Solon de Lucena, em João Pessoa.

Foi na mosca…

Áudios
Neste ano eleitoral também voltaremos a ver a guerra de áudios com gravações empanturradas de conversas sigilosas ente corruptos e corruptores. Tanto de um lado quanto do outro.

Aviso aos vavegantes: quem foi citado na Operação Calvário é melhor não insultar os adversários…

 

 Wellington Farias

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Carta branca do PP para a disputa pela PMJP levou Cícero a deixar PSDB

Uma possível candidatura à Prefeitura Municipal de João Pessoa foi o motivo que fez o ex-senador Cícero Lucena migrar no PSDB, partido ao qual foi filiado durante muitos anos, para…

Bolsonaro deve demitir Mandetta ainda nesta segunda-feira, diz O Globo

A demissão do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, foi confirmada ao jornal O Globo por auxiliares do presidente da República, Jair Bolsonaro. O texto foi publicado pelo jornal na…