O governador João Azevêdo visitou no início da tarde desta sexta-feira (22) à cidade de Campina Grande, onde realizou entrevista coletiva na sede da Cagepa do município afim de esclarecer as ações realizadas pelo governo estadual no que diz respeito à crise de desabastecimento que acontece na cidade desde a última sexta-feira.

De acordo com João somente para a reconstrução, em tempo recorde da subestação que deu origem ao problema, o governo investiu R$ 4 milhões.

Ele ainda destacou que a gestão teve que autorizar o funcionamento das bombas mesmo em horário de pico de energia, o que elevará o gasto, além do prejuízo que a Cagepa terá pelo não fornecimento de água no município e cidades circunvizinhas.

"Esse prejuízo só para a reconstrução da subestação a Cagepa está orçando o valor aproximado de R$ 4 milhões, para isso para manter o sistema funcionando nós permitimos que as bombas funcionassem até em horários de pico de energia, que vai fazer com que o custo fique muito caro, mas nós vamos assumir essa questão, fora isso todo o prejuízo que a empresa sofre porque deixa de fornecer. Esses na verdade são os fatos, essa é a realidade, diferentemente de qualquer intenção de politizar, nós estamos apresentando à cidade de Campina Grande e dizer que em sete dias nós conseguimos reconstruir uma subestação que teria capacidade de abastecer uma cidade de 100 mil habitantes se fosse só para abastecimento de iluminação" detalhou.

O governador ainda alfinetou o decreto de calamidade instaurado pelo prefeito Romero Rodrigues.

"Isso que nos preocupa, agentes políticos que ao invés de botar um carro Pipa sequer a disposição do povo, trabalharam com uma folha de papel decretando calamidade” disse.

PB Agora

 


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Lideranças do PSB pregam diálogo para estancar crise no partido

Lideranças do PSB tentam estancar crise do partido na Paraíba e evitar dissabores nas urnas nas eleições 2020. O líder do governo estadual na Assembleia Legislativa, deputado Ricardo Barbosa (PSB),…

Petista reage a possível cobrança de pedágio nas BRs da PB: “Privataria cega”

O deputado estadual Anísio Maia (PT) tachou como “privataria cega” a possibilidade de cobrança de pedágio nas BRs 230 e 101. Na semana passada o presidente Bolsonaro informou que iria…