“Violência gera violência. Só o ato da pessoa estar armada já gera violência. Defendo que temos que se armas é com as boas amizades”, disse o deputado estadual e advogado, Jeová Campos (PSL) ao avaliar a recente foto do presidente da República Jair Bolsonaro (PSL) ao portar uma metralhadora e defender que a população se arme. Campus também disse que solicitará uma audiência com o ministro do Desenvolvimento Regional Gustavo Henrique Rigodanzo Canuto, pasta que vai reunir as áreas de Cidades e Integração Nacional para cobrar o andamento das obras da Transposição do Eixo Norte que atenderá o Sertão paraibano, dentre outras regiões.

 

Para o deputado socialista Bolsonaro não está preocupado com o aumento da sensação da insegurança pública no país, pois o que quer é abrir o mercado brasileiro a indústria bélica americana. “Ele quer que que o norte-americano tome conta do Brasil, vendendo armas. Esse modelo não serve ao Brasil e aos brasileiros”, disse o parlamentar paraibano destacando que até agora o atual governo não disse para o que veio. “Esse governo não disse ainda qual projeto tem para a educação, saúde, os agricultores familiares, o social. O que temos a todo momento é uma gafe do presidente para o Brasil. ”

 

Segundo o deputado, especialistas em segurança pública apontam que o recente decreto de Bolsonaro para facilitar a posse de armas no Brasil, vai aumentar a circulação de armas de fogo e piorar ainda mais a taxa de homicídios no país. Uma pesquisa do Datafolha, em dezembro, mostrou que 61% dos brasileiros são contra a flexibilização da posse de armas no país.

 

“É um engodo tão grande essa questão da flexibilização do porte de armas, pois todos sabem que ela privilegiará as pessoas com dinheiro para adquirir armas e a população de baixa renda, a que é menos desassistida, não terá condições de usufruir desse decreto que mergulhará o país em uma espécie de faroeste. Lamentável esse retrocesso”, reiterou Jeová, lembrando que o caminho mais sensato para o fim da violência é ‘um livro na mão e a esperança no coração’.

 

Audiência – Jeová revela que vai procurar o Gustavo Henrique Rigodanzo Canuto, para cobrar o andamento das obras da Transposição do Eixo Norte que atenderá o Sertão paraibano, dentre outras regiões. “A obra está patinando e eu espero que de fato ele resolva essa questão, por isso vou pedir uma audiência ao ministro”, finalizou Campos. 

 

Redação

 


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Bruno Farias comemora decisão que inocenta Cícero Lucena

O ex senador foi inocentado, após 15 anos, do caso Confraria O vereador Bruno Farias usou a tribuna, na manhã desta quarta-feira (12), para expressar o seu contentamento com a…

Efraim anuncia investimentos de 900 milhões de dólares para infraestrutura na Paraíba

O deputado Efraim Filho (DEM/PB), coordenador da bancada da Paraíba no Congresso Nacional, participou de uma reunião, nesta terça-feira (12), no Ministério do Desenvolvimento Regional, juntamente com investidores para discutir…