Por pbagora.com.br

O deputado Janduhy Carneiro (PTN) lamentou, nesta quarta-feira, 30, a falta de ações efetivas no combate à crise hídrica que atinge os pequenos agricultores, irrigantes e a população do Sertão paraibano, além da falta de apoio governamental aos prefeitos municipais que estão endividados, com redução no repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e sem condições de contrair empréstimos junto às instituições financeiras.

“Lamentavelmente não estamos vendo ações com os recursos liberados que reflitam naquilo que o povo do Sertão espera. O Governo do Estado, por exemplo, tem quatro perfuratrizes e não sabemos onde elas estão sendo utilizadas. Infelizmente elas não estão sendo utilizados nas regiões que mais precisam. Por que eras não estão na região de Catolé do Rocha, Pombal, Vale do Piancó e Cajazeiras”, questiona o deputado.

Outro problema é com relação à perfuração de poços que poderia estar sendo executa pelo Exército Brasileiro, mas general do 1º Grupamento de Engenharia de Construção desestimulou o deputado, durante a última reunião que tiveram, quando se foi informado que o Exército não tem sequer como custear o trabalho dos militares nas perfurações de poços.

Ração animal – Outra questão que aflige o parlamentar é com relação à sobrevivência dos rebanhos da Paraíba. “Estamos cobrando a ração animal subsidiada por parte do Governo Federal e do governo estadual, pois só assim os produtores e criadores paraibanos poderão enfrentar este crise que se espalha pela região”, revela Janduhy.

O parlamentar cobra ainda o subsídio para as sementes, a exemplo do milho. “A Conab não está mais distribuindo a semente de milho, para citar apenas um produto, prejudicando os pequenos produtores e toda uma população que depende da agricultura em nosso estado”, acrescentou o parlamentar.

Também vai cobra a implantação do defeso para os irrigantes que vivem às margens do Tio Piranhas que estão seriamente prejudicados. “Eles estão passando por dificuldades por causa da Agência Nacional de Águas (ANA) que liberou água demais para o Rio Grande do Norte no momento em que deveria ter feito um planejamento de contenção e economia, afetando os nossos produtores e irrigantes daquela região que estão hoje até sem água para consumo humano”, lembra o parlamentar.

Janduhy revelou que está solicitando à bancada federal paraibana que interceda junto ao Bando do Brasil e Banco do Nordeste no sentido de que concedam o perdão das dívidas aos agricultores e irrigantes que não têm condições de produzir devido a estiagem. “Se eles não têm como produzir, como é que terão dinheiro para pagar os empréstimos”, justifica.

Crise econômica – A crise que afeta as prefeituras paraibanas também foram lembradas pelo deputado Janduhy Carneiro. “Os prefeitos estão sendo prejudicados com a constante redução no repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), por parte do Governo Federal, e sem condições de adquirir empréstimos no sentido de amenizar a situação em que se encontram diante da crise econômica. Eles também estão sem apoio de órgãos importantes da máquina governamental, como é o caso do O DNOCS que hoje é uma instituição sucateada, que antes era responsável pela perfuração de poços e por encontrar alternativas para o combate à seca”, finalizou Janduhy Carneiro.

 

Ascom