Por pbagora.com.br

 O rompimento da aliança entre o governador do Estado Ricardo Coutinho (PSB), e o senador Cássio Cunha Lima (PSDB), parece mesmo ser questão de tempo para ser oficializado. A imprensa do Sul do país já dá como certa o racha. Ontem surgiram informações em Campina Grande, dando conta de que alguns secretários de RC indicados por Cássio iriam entregar os cargos nesta segunda-feira (17).

Reportagem publicada no jornal O Estado de São Paulo informou que “na Paraíba, os aliados PSDB e PSB acabam de romper”. Segundo a matéria do Estadão, os tucanos abandonaram o governador Ricardo Coutinho, aliado de Campos, para lançar a candidatura do senador Cássio Cunha Lima. O projeto do PSDB segundo a Reportagem, seria garantir um palanque forte para Aécio Neves na Paraíba.

A matéria relata que Cunha Lima garantiu em Campina Grande uma das poucas vitórias de José Serra nas grandes cidades do Nordeste na eleição de 2010. Ainda segundo o Estadão, “o PSB, que tentará reeleger Coutinho, sai enfraquecido na Paraíba. Melhor para Aécio, pior para Campos.
Na edição dominical do Jornal da Paraíba, o colunista Arimatea Souza também confirmou que é iminente a oficialização da candidatura do senador Cássio Cunha Lima ao governo estadual nas eleições deste ano.

Segundo o colunista, Cássio Cunha Lima, estimulado por aliados locais e pelo presidenciável Aécio Neves, já tomou a decisão de concorrer ao governo estadual, mesmo não possuindo plena garantia do registro de sua candidatura. Ele só aguarda o instante conveniente para fazer o anúncio. CCL tem evitado fazer declarações públicas sobre o tema, mas a correligionários políticos ele já não faz suspense.

PBAgora

Notícias relacionadas

Sem máscara, Bolsonaro é barrado em churrasquinho: “pode não”

Em uma de suas saídas pela periferia de Brasília, no último sábado (10/4), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), recebeu uma resposta inusitada, em uma barraca que vende partes de…