Por pbagora.com.br

A presidente Dilma Rousseff (PT) cresceu nas intenções de votos para as eleições presidenciais em nova pesquisa divulgada pelo Ibope nesta quinta-feira. No levantamento, Dilma chegou a 40% da preferência do eleitorado, contra 37% da última pesquisa.

No entanto, os adversários da presidente também cresceram e diminuíram a diferença. Aécio Neves, candidato do PSDB, tem 20% das intenções de voto, enquanto Eduardo Campos (PSB), está com 11%. Na última pesquisa, Aécio tinha 14%, e Campos, 6%.

Pastor Everaldo (PSC) tem 3%, e outros candidatos também somam 3%. Brancos e nulos são 14%, enquanto os eleitores que não souberam ou não responderam representam 10%.

O Ibope também fez simulações de segundo turno. Na hipótese de concorrerem Dilma e Aécio, a presidente fica com 43%, enquanto o tucano tem 24% da preferência do eleitorado. Brancos e nulos somam 24%, e entrevistados que não souberam ou não opinaram, 10%.

No cenário entre Dilma e Campos, a presidente também vence, com 42%. O adversário teria 22% das intenções de voto. Brancos e nulos somam 25%, e entrevistados que não souberam ou não opinaram, 12%.

Lula vence no segundo turno

O Ibope também simulou cenários no qual aparece o nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Concorrendo com Aécio, o petista vence com 49% das eleições de voto, contra 20% do tucano. Disputando com Eduardo Campos, o ex-presidente também leva a melhor: tem 50% da preferência, contra 16% do candidato do PSB.

O Ibope ouviu 2.002 pessoas em 140 municípios entre 15 e 19 de maio. A margem de erro da pesquisa é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

 

Terra

Notícias relacionadas

Aguinaldo revela que não tem dificuldades de firmar aliança com o governador

O deputado federal, Aguinaldo Ribeiro, presidente do Progressista, em entrevista a imprensa afirmou ontem (20) que a sigla vai está na majoritária, nas eleições de 2022 e não tem dificuldades…

Michel Henrique nega ‘golpe’ em saída da presidência do PROS e vê movimento com “naturalidade”

Destituído do comando do PROS na Paraíba para dar lugar ao deputado estadual Eduardo Carneiro, Michel Henrique, ex-presidente da legenda no estado, viu o movimento com naturalidade e rechaçou a…