Caravana da Saúde: socialista afaga postura de opositor de RC e usa adversário como exemplo de conduta

O deputado estadual Hervázio Bezerra (PSB), que é líder do Governo Ricardo Coutinho na Assembleia Legislativa da Paraíba acabou, mesmo sem querer, afagando a conduta do deputado licenciado, Aníbal Marcolino (PEN), ao usar a postura do oposicionista como exemplo para a caravana da saúde do parlamento estadual.

Segundo Hervázio, os deputados que compõem a Comissão de Saúde na Casa deveriam, durante as fiscalizações, se espelharem na postura do deputado Aníbal, que também é médico e fiscalizou a maternidade da cidade de Patos, no Sertão paraibano, de forma ordeira, educada e sem maiores alardes.

“A visita dos deputados da Comissão de Saúde ao Hospital de Trauma não foi uma visita, foi um grupo de deputados, com assessores e jornalistas invadindo um ambiente proibido e colocando os pacientes em risco de adquirir infecções, já que nenhum deles estava devidamente imunizado, ou com roupas específicas para adentrar em áreas hospitalares, visita e fiscalização foi o que o deputado Aníbal fez na maternidade de Patos, isso sim”, disse.

Para Hervázio, se os deputados que integram a Comissão de Saúde tivessem mesmo a intenção de contribuir para a melhoria na saúde, eles deixariam de lado o víeis político das inspeções e recorreriam ao Governo Federal, que é o detentor da maior fatia de investimentos em prol da saúde.
“Se eles quisessem minimizar o problema na saúde eles iriam até lá”, aconselhou.





Henrique Lima/ Márcia Dias


PB Agora

 

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião: Cartaxo não leu Darwin e coloca sua própria evolução política em risco

“Publicada em 1859 pelo cientista britânico Charles Darwin, a obra “Sobre a origem das espécies através da seleção natural” introduziu pela primeira vez a ideia da evolução por meio da…

Para debater a PB, rixa entre adéptos de Lula e Bolsonaro deve ficar de lado, diz Efraim

O deputado federal Efraim Filho (Democratas) declarou que espera que no Brasil, nem tampouco na Paraíba, volte o tempo em que a bandeira política definia se um estado ou município…