O secretário municipal do Procon de João Pessoa, o vereador licenciado Helton Renê em mais uma entrevista na semana passada, voltou atrás na possibilidade de deixar o PCdoB e disse o velho ditado popular: “Tudo pode acontecer, inclusive nada”.

“Sou conciliador por natureza e isso me dá sangue frio para discutir coisas dessa natureza (sair ou não do partido). Pode haver algum tipo de constrangimento (para ele a sigla). Se eu sair, quero sair numa boa, pois só amigo da direção do partido”, comentou Renê.

Atualmente o PC do B faz parte da base de sustentação do governador João Azevêdo (PSB) e por isso há possibilidade do vereador comunista deixar a sigla.   “Sobre a questão de deixar o partido, há sim a possibilidade, até porque eu tenho um grupo eleitorado que ele me define nas circunstâncias aqui em João Pessoa, então há convites de outras legendas, a gente está avaliando e a possibilidade de acontecer isso (deixar o PCdoB) é fato”, disse, sem citar de quais partidos havia recebido os convites.

 

Redação

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião: Cartaxo observa a crise no PSB como “tábua de salvação”, mas o PT não permitirá sua redenção

O impasse foi formado. Efetivamente há uma quebra de unidade nas hostes do PSB. Uma formação foi dissolvida, afetando a ordem unida do grupo, não estando em compasso soldados e…

PL de Vené proíbe taxa diferenciada por curso em inscrição para vestibular

Comissão do Senado aprova projeto de Veneziano que proíbe taxa diferenciada por curso, em inscrição para vestibular A Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado Federal (CE) aprovou o…