O secretário municipal do Procon de João Pessoa, o vereador licenciado Helton Renê em mais uma entrevista na semana passada, voltou atrás na possibilidade de deixar o PCdoB e disse o velho ditado popular: “Tudo pode acontecer, inclusive nada”.

“Sou conciliador por natureza e isso me dá sangue frio para discutir coisas dessa natureza (sair ou não do partido). Pode haver algum tipo de constrangimento (para ele a sigla). Se eu sair, quero sair numa boa, pois só amigo da direção do partido”, comentou Renê.

Atualmente o PC do B faz parte da base de sustentação do governador João Azevêdo (PSB) e por isso há possibilidade do vereador comunista deixar a sigla.   “Sobre a questão de deixar o partido, há sim a possibilidade, até porque eu tenho um grupo eleitorado que ele me define nas circunstâncias aqui em João Pessoa, então há convites de outras legendas, a gente está avaliando e a possibilidade de acontecer isso (deixar o PCdoB) é fato”, disse, sem citar de quais partidos havia recebido os convites.

 

Redação

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Governador destaca importância de cumprir promessas de campanha

O governador João Azevêdo fez um balanço dos primeiros nove meses de gestão, destacando ações em áreas como saúde, educação, segurança e infraestrutura. A inauguração do Batalhão Especializado em Policiamento…

“O que eu tenho a fazer é lamentar” diz Léo sobre falta de quórum na CMJP

O vereador Léo Bezerra (PSB), que presidiu a sessão desta quarta-feira (16) na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) lamentou a ausência de parlamentares na Casa, que fez com que…