O governo parece ter jogado a toalha na questão da Previdência; o próprio Michel Temer deu o tom do desânimo: "eu já fiz minha parte", disse, praticamente lavando as mãos sobre a questão; vice-líder do governo, o deputado Rogério Rosso (PSD-DF), disse que a "a Previdência está cada vez mais longe de ser aprovada"

Diante da falta generalizada de apoio –que não se alterou nem diante do uso de bilhões de reais em emendas parlamentares– o governo temer parece ter jogado a toalha na questão da Previdência. 

Diversos membros do governo têm falado abertamente sobe o assunto. 

O próprio Michel Temer, em entrevista ao Estado de S.Paulo, deu o tom do desânimo: "eu já fiz minha parte", disse, praticamente lavando as mãos sobre a questão. 

Vice-líder do governo, o deputado Rogério Rosso (PSD-DF), diz que fez um apelo a Temer para adiar a votação da reforma da previdência e não marcar nova data. Para Rosso, se a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) for colocada em votação no dia 19 de fevereiro será derrotada e o País perderá a oportunidade de tratar do tema. "A Previdência está cada vez mais longe de ser aprovada", concluiu.

A informação é do portal Brasil 247

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Bruno afirma ter apoio de vereadores de Romero para disputar PMCG

Prestes a se encontrar com o ex senador Cássio Cunha Lima (PSDB), para discutir a sucessão municipal de 2020, o ex-deputado Bruno Cunha Lima, e atual secretário-chefe do Gabinete do…

Auxiliar nega articulação para disputa de CG: “Não foi discutido com governador”

O secretário de Saúde do Estado da Paraíba, Geraldo Medeiros, voltou a negar, durante entrevista essa semana a existência de articulações envolvendo o nome dele para a disputa pela prefeitura…