Apesar de acreditar na absolvição do governador Cássio Cunha Lima (PSDB), no processo que pede sua cassação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o líder da bancada governista na Assembleia Legislativa, Manoel Ludgério (PDT), disse, nesta quinta-feira (12), que numa eventual eleição indireta, na Casa, para suceder o tucano, três nomes podem ser apontados como candidatos para a disputa: o próprio presidente da AL, Arthur Cunha Lima (PSDB), o senador Cícero Lucena (PSDB) ou o senador Efraim Morais (DEM).

“No cenário atual fica tudo muito nos prognósticos, não tem como haver qualquer antecipação nesse sentido, mas vejo como grande nome, o do presidente da Assembleia, deputado Arthur. No entanto, deve-se ressaltar que a lei não limita questão de candidatura. Qualquer cidadão, ou eleitor regularmente inscrito, pode concorrer”, afirmou o deputado pedetista, lembrando também os nomes de Cícero Lucena e Efraim Morais.

Segundo o deputado, a eleição indireta, se ocorrer, será uma interpretação dada pelo TSE ao Artigo 81 da Constituição Federal. “Primeiro, nós acreditamos na absolvição do governador Cássio. Agora, se houver, no pior cenário, o seu afastamento, aí existe uma decisão do Tribunal Superior Eleitoral, que diz que, em a cassação se registrando no segundo biênio do governo, seja federal, estadual e prefeituras, há eleição indireta. Nesse caso, a Assembléia Legislativa elegeria um governador tampão para o cumprimento do restante desse mandato”, afirmou Manoel Ludgério.

Manoel Ludgério, no entanto, reafirmou a esperança e a confiança, diante dos últimos resultados e posicionamentos dos ministros, de que Cássio vencerá a batalha no TSE. “Nós teremos a absolvição do governador Cássio, até pela inocência dele em relação a tudo aquilo que ele foi acusado de ter cometido”, disse o deputado.

Edvanildo Lobo

PB Agora
 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Deputado explica motivos de críticas e nega afastamento político do prefeito Romero Rodrigues

Após formular críticas a gestão municipal por meio das redes sociais, o deputado federal Julian Lemos (PSL) afirmou que continua apoiando a administração do prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues…

MPF ajuíza ação de improbidade contra prefeito do Sertão

O Ministério Público Federal (MPF) em Patos (PB) ajuizou ação de improbidade contra Aldo Lustosa, prefeito de Imaculada, município localizado no Sertão paraibano; mais oito pessoas (Dineudes Possidônio, Madson Lustosa,…