O governador João Azevêdo lança, hoje (7), às 9h, a 31ª Edição do Salão de Artesanato Paraibano, que este ano tem como tema Metal que Vira Arte, e será realizada de 10 de janeiro a 2 de fevereiro, na Avenida Cabo Branco, 2260.

Na ocasião, a imprensa será informada sobre o funcionamento do salão, que este ano volta a ser realizado na orla marítima de João Pessoa, atendendo reivindicação antiga dos artesãos.

Esta edição do Salão de Artesanato da Paraíba contará com a participação de 300 artesãos, contemplando os diversos municípios paraibanos, a exemplo de Cabedelo, João Pessoa, Campina Grande, Pilar e Cajazeiras.

A estimativa é que o evento receba um público de mais de 100 mil pessoas e gere um volume de negócios – incluindo encomendas – em torno de R$ 1,3 milhão.

O Salão homenageia este ano 12 artesãos, sendo 10 de João Pessoa, um de Bayeux e um de Pilar.Entre os homenageados estão o artista plástico, escultor e artesão Wilson Figueiredo; o artesão João de Deus; a artesã Rosicler Fontana, que trabalha com a fabricação artesanal de diversos tipos de facas; e o casal Humberto Heleno e Maria Miguel.

A 31ª edição do Salão do Artesanato da Paraíba vai contar com a co-realização do Sebrae-PB e parcerias do Iesp Faculdades, Empreender-PB, Jucep, Procon-PB e Cagepa.

 

Redação com Secom

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião – Covid-19 confirma as mazelas da nossa sociedade. A pior: a economia é prioridade sobre a vida

Lamentável a constatação de que, em meio a uma pandemia, aqui no Brasil, império de uma ignorância crônica, o interesse econômico dos bilionários está acima da vida humana. Pouco, ou…

Efraim diz que rompimento do DEM com Bolsonaro não foi discutido pelo partido

Essa semana, após as últimas declarações do presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido, sobre o coronavírus, principalmente o polêmico pronunciamento em que ele desconsidera a gravidade do avanço do…