A Paraíba o tempo todo  |

Governador critica demagogia de adversários

Tachado de ditador, governador critica demagogia de adversários: “Afeto não é tapinha nas costas, afeto é trabalho”

Muitas vezes tachado de ditador e intransigente, o governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), rebateu hoje, as críticas de setores da oposição sobre o recente episódio de que teria chamado alguns jornalistas de trogloditas.

Segundo fontes que estiveram no local, o chefe do executivo teria apenas brincado com alguns profissionais da imprensa do sexo masculino, muitos deles de grande porte físico, que estariam impedindo as jornalistas do sexo feminino de alcançarem o gestor para também fazer a cobertura da declaração do socialista. Nesse momento Ricardo classificou o grupo de trogloditas, se referindo ao tamanho deles em relação ao tamanho das colegas de profissão.

Devido ao episódio, alguns deputados adversários chegaram até mesmo a afirmar que o chefe do executivo não era afetuoso e por isso não teria tratado bem a imprensa. Sobre a acusação, Coutinho mandou o recado:

“Na Paraíba o povo não quer saber de fofoca ou futrica, o povo quer saber de escolas técnicas, de adutoras, de saúde, de segurança, de qualidade de vida, essa crítica de que eu não teria afeto é uma opinião boba, falar de afeto em política, afeto não é tapinha nas costas e nem demagogia, afeto é trabalho, dedicação e zelo pelo bem público, isso sim é afeto”, disse.

 

PB Agora

 

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe