Além dos recentes dados que apontam a Paraíba como um dos estados do Brasil que menos tem crescido a onda de desempregos, a gestão do PSB no estado sob o comando atual do governador João Azevêdo, conseguiu mais uma importante conquista. O Estado ocupa o terceiro lugar no Nordeste com o menor número de mortes por acidentes de crianças e adolescentes com até 14 anos, registrando 61 casos fatais.
Os dados, baseados no Ministério da Saúde, foram divulgados pela Organização Não Governamental (ONG) Criança Segura. O Estado da região com menor registro de mortes por acidentes foi Sergipe, com 40 casos e, em seguida, vem o Rio Grande do Norte, com 43. A Bahia registrou o maior número de perdas de crianças e adolescentes, com 263 mortes. O levantamento se refere ao ano de 2017 e inclui acidentes de trânsito, queda, afogamento, sufocação, queimadura intoxicação, arma de fogo e outros tipos.
Segundo a Criança Segura, a Paraíba registrou 17 casos de morte por acidente no trânsito, 17 por sufocação, 14 por afogamento, 8 por queimadura e 5 por queda. As outras categorias de acidentes não tiveram registros.
Vale destacar que no Nordeste, considerando os nove estados da região, a categoria que mais resultou em casos fatais foi afogamento, com 317. Em segundo lugar foi acidente de trânsito, com 311 casos. O número de mortes na região, levando em conta todos os tipos de acidentes, chegou a 1.013. Em todo o Brasil foram 3.361 casos.

Redação

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Cabo Gilberto confirma que se for convocado por Bolsonaro disputará PMJP

O presidente da República, Jair Bolsonaro, esteve anteontem (11) na cidade de Campina Grande, interior da Paraíba, onde participou da entrega do Complexo Aluísio Campos. Ao desembarcar no Aeroporto João…

Ruy defende prisão em segunda instância e apoio à PEC 410

Determinado a lutar contra a impunidade, o deputado federal Ruy Carneiro defendeu enfaticamente nesta terça-feira (12) a aprovação da PEC 410/2018, que possibilita a prisão após condenação em segunda instância.…