Sem atrasos, atropelos e com a pauta lima. É assim que a Assembleia Legislativa da Paraíba termina seu primeiro semestre dessa sessão legislativa. Com o deputado Gervásio Maia à frente do comando do parlamento, a Casa viveu novos tempos.

Em entrevista, Maia destacou a felicidade e a convicção do dever cumprido nesses últimos meses.

Conquistou um novo estacionamento para os veículos da Casa, melhorando a mobilidade urbana em frente à Praça dos Três Poderes; ampliou os espaços físicos, com a locação do prédio do Paraíba Palace para implantar os anexos da Assembleia, entre outras atitudes que deram a cara da nova gestão.

“Eu estou muito feliz. Eu digo isso com muita convicção. Eu que já fui oposição e situação, isso para mim foi motivo de realização pessoal de poder conduzir as sessões na Casa respeitando as bancadas, respeitando os partidos, fazendo com que os que assessoram o plenário respeitem todos, independentemente de coloração partidária, porque aqui é a casa da Democracia, aqui o bom debate tem que acontecer e eu tenho procurado preservar muito isso, dando direito a todos de poder, dentro da nossa democracia, debater todos os assuntos. A produção legislativa tem sido intensa e nós estamos rigorosamente em dia”, ressaltou.

Após a votação da LDO, nesta quarta-feira (21), a Casa entra em recesso, que terminará apenas no dia 30 de Julho. Nesse período uma Comissão de Recesso ficará funcionando para dar suporte às demandas legislativas.



Márcia Dias/ Vanessa de Melo

PB Agora

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Homem suspeito de ameaçar Ricardo Coutinho atua no ramo de confecções

O homem detido após uma investigação policial, que é apontado como principal suspeito de ameaçar de morte o ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), atua no ramo de confecções, cuja…

Opinião: Bolsonaro desrespeita a “tradicional família” e choca a Pátria Amada com linguajar de manichula

Quem assistiu ao vídeo sobre a excêntrica reunião ministerial presidida por Jair Bolsonaro ficou estarrecido. Não havia como não ficar indignado e tomado por um sentimento deprimente de vergonha alheia.…