A Paraíba o tempo todo  |

Gerentes do Hiper e Carrefour são presos

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

O curador de Defesa dos Direitos do Consumidor de João Pessoa, Francisco Glauberto Bezerra, determinou a prisão de dois gerentes do Hiperbompreço, às margens da BR de Cabedelo, por negligência e má fé na exposição das mercadorias para clientes da loja. A decisão foi tomada após vistoria realizada na manhã desta quinta-feira no estabelecimento, num trabalho de força-tarefa envolvendo vários órgãos públicos.

Lúcia passos, Gerente geral do supermercado, e Marcelo de Lima, gerente de Alimentos Perecíveis do Hiperbompreço, ouviram voz de prisão do curador ao ficar constatado que, nas prateleiras do Hiperbompreço, constavam mercadorias com validade vencida e medicamentos, ao alcance de crianças.
Ficou comprovado, ainda, que a licença do Corpo de Bombeiros para funcionamento da loja está vencida e, agora, a direção do Hiperbompreço tem o prazo máximo de 10 dias para regularizar a situação.

A fiscalização, que conta com a participação de técnicos da Agevisa, Vigilância Sanitária Municipal e outros órgãos de defesa do consumidor, tem em seu roteiro na manhã desta quinta outros estabelecimentos da Capital.

Os dois gerentes presos vão responder por crime à ordem econômica e ao consumidor, serão multados e responderão processo pelo qual poderão ser condenados de dois a cinco anos de prisão.

Durante a operação também foram detidos os funcionários do Supermercado Carrefour, Ivo Moreira de Paiva e Adson Marques da Silva, que também foram conduzidos para a Delegacia da Ordem Econômica.

Em justificativa, a assessoria do Carrefour explicou, por meio de nota, que o ocorrido em sua loja trata-se de um fato pontual e não condiz com o padrão de qualidade estabelecido pela empresa.

“A empresa reafirma o seu compromisso de oferecer os melhores produtos e atender seus clientes de forma eficaz e respeitosa”, destaca a nota.
 

 

PB Agora

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe