Após o escândalo dos áudios vazados  apontando supostas transações ilícitas de cunho financeiro envolvendo o prefeito Luciano Cartaxo, e os secretários Adalberto Fulgêncio e Diego Tavares, respectivamente titulares da Pasta da Saúde  e Desenvolvimento Social, já estão nas mãos do Gaeco, segundo portais de notícia da Paraíba, novas “confissões” gravadas.

Relatos apontam que os novos áudios têm poder de destruição maiores que os primeiros, dado o seu “teor” de toxidade. A letalidade chega a ser comparada à  tragédia que “engoliu” parte da cidade de Brumadinho, quando uma barragem dotada de resíduos  de minério ceifou vidas no estado de Minas Gerais.

Ainda comenta-se que o secretário Adalberto Fulgêncio pode ser aquele que “vazou” os áudios. A semana que está por chegar promete novos capítulos também.

 

PB Agora

Foto Wikipédia


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

João Azevêdo deseja manter alinhamento com a ALPB em 2020

Com o apoio da maioria dos parlamentares na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) durante o seu primeiro ano de mandato, o governador João Azevêdo deseja manter o alinhamento com o…

Romero declara que ainda não sabe se disputará novas eleições em 2022

No último ano de seu mandato, e faltando menos de 12 meses para deixar o cargo, o prefeito Romero Rodrigues (PSD), já planeja o seu futuro político. Romero que antes…