Mais uma fase da Operação Calvário foi deflagrada nesta terça-feira (15). O Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado do Ministério Público da Paraíba (Gaeco/MPPB) cumpre, desde as primeiras horas da manhã mandados de busca e apreensão. Dessa vez os alvos são os hospitais Metropolitano em Santa Rita e Regional de Mamanguape.

Os dois hospitais são administrados pelo Instituto de Psicologia Clínica, Educacionale Profissional (Ipcep). A sexta fase da “Calvário” investiga contratos da gráfica Grafset com o Governo da Paraíba. A quantidade de mandados não foi divulgada.

O Gaeco realiza buscas também no bairro Jardim Oceania, em João Pessoa, e contra pessoas ligadas a Grafset e Ivan Burity, ex-secretário executivo de turismo da Paraíba, que foi preso semana passada na 5ª fase da Operação.

A Operação Calvário visa desarticular uma organização criminosa suspeita de corrupção, lavagem de dinheiro e desvio de recursos em contratos firmados com unidades de saúde e educação da Paraíba. A investigação identificou que a organização criminosa teve acesso a mais de R$ 1,1 bilhão em recursos públicos, para a gestão de unidades de saúde em várias unidades da federação, no período entre julho de 2011 até dezembro de 2018.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PTB-PB vai intensificar pré-candidatura na capital depois do carnaval

Ao se pronunciar sobre o recente lançamento da pré-candidatira a prefeitura de João Pessoa, a direção estadual da sigla relatou sobre esse assunto que apósas festas carnavalescas é que a…

Ruy lamenta morte de Marcus Odilon e destaca sua dedicação ao povo

O deputado federal Ruy Carneiro (PSDB) manifestou se profundo pesar pelo falecimento do ex-prefeito de Santa Rita Marcus Odilon. O ex-gestou faleceu nesta madrugada no Hospital Memorial São Francisco, em…