Mais uma fase da Operação Calvário foi deflagrada nesta terça-feira (15). O Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado do Ministério Público da Paraíba (Gaeco/MPPB) cumpre, desde as primeiras horas da manhã mandados de busca e apreensão. Dessa vez os alvos são os hospitais Metropolitano em Santa Rita e Regional de Mamanguape.

Os dois hospitais são administrados pelo Instituto de Psicologia Clínica, Educacionale Profissional (Ipcep). A sexta fase da “Calvário” investiga contratos da gráfica Grafset com o Governo da Paraíba. A quantidade de mandados não foi divulgada.

O Gaeco realiza buscas também no bairro Jardim Oceania, em João Pessoa, e contra pessoas ligadas a Grafset e Ivan Burity, ex-secretário executivo de turismo da Paraíba, que foi preso semana passada na 5ª fase da Operação.

A Operação Calvário visa desarticular uma organização criminosa suspeita de corrupção, lavagem de dinheiro e desvio de recursos em contratos firmados com unidades de saúde e educação da Paraíba. A investigação identificou que a organização criminosa teve acesso a mais de R$ 1,1 bilhão em recursos públicos, para a gestão de unidades de saúde em várias unidades da federação, no período entre julho de 2011 até dezembro de 2018.

 

Redação

Total
3
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Ciro Gomes abre portas do PDT para João e diz que RC ainda é uma grande força

Após Marina Silva (Rede), mais um ex-presidenciável manifestou interesse de contar com o governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB), em seu partido. Agora foi a vez de Ciro Gomes, do…

ANÁLISE – Novo partido para João: todo mundo quer, mas é ele quem decidirá sua futura sigla

A democracia, a livre expressão de opiniões, o direito ao tão propalado contraditório é regra básica para o bom convívio dos pares e ímpares. E tal premissa vale, de maneira…