Acusado de ter comandado a invasão do Centro Administrativo, o deputado estadual Frei Anastácio tratou de se defender e negar as acusações. O deputado que tem uma ligação com as causas dos trabalhadores sem terra, disse que nunca planejou nem organizou a ocupação.
"Eu nem mesmo estava aqui, não organizei nenhuma ocupação. Não sou comandante de nenhuma luta, o movimento tem comando, tem direção, eu apenas presto meu apoio", se defendeu o deputado estadual Frei Anastácio (PT), em relação às acusações de que teria orquestrado a ocupação ao Centro Administrativo em João Pessoa.

A invasão aconteceu na manhã desta segunda-feira, 21, e terminou por volta das 16h.
O parlamentar ainda criticou o fato dos manifestantes estarem sendo chamados de baderneiros. E disse que não houve depredação de carro, nem de prédio, mas que foi uma manifestação pacífica de trabalhadores que estão sofrendo com a insensibilidade do governo. "Não houve depredação nem de carros, nem de prédio, nem de salas, a Polícia Militar foi que chegou atirando para todo lado. Os trabalhadores do Centro Administrativo estão sofrendo apenas por conta da intransigência do governador", informou.

O protesto que durou cerca de sete horas acabou depois de um acordo entre secretários do governo estadual e líderes do MST. Posteriormente eles marcharam pela Epitácio Pessoa, em direção ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária.
Segundo a secretária de comunicação, Estela Bezerra, haverá um encontro entre líderes do MST e do Governo do Estado nesta quinta-feira (24), às 15h, no Palácio da Redenção, na capital paraibana, para discutir as pautas com as reivindicações.

PBAgora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Manoel Jr desiste da disputa pela PMJP e mira Pedras de Fogo

O vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Júnior, atual presidente do Solidariedade na Paraíba, declinou da disputa pela prefeitura da Capital, nas eleições desse ano para voltar todos os seus esforços…

Prefeito interino de Patos deixa MDB após Dinaldinho ingressar na legenda

O prefeito interino de Patos, Ivanes Lacerda, decidiu deixar os quadros do MDB paraibano após o partido filiar o prefeito afastado Dinaldinho Wanderley em seus quadros. A nova casa do…