A Paraíba o tempo todo  |

FOCO: Cássio lança ‘rodízio de emendas’; entenda por quê

FOCO: Cássio Cunha Lima lança ‘rodízio de emendas’ pra atender maior número de prefeitos na Paraíba

Durante a campanha de 2010, andando ao lado do então senador e candidato à reeleição, Efraim Morais (DEM), o ex-governador Cássio Cunha Lima foi somando a quantidade de prefeitos que cobravam a razão pela qual o democrata nunca havia, em oito anos de mandato, colocado uma emenda sequer para o município visitado.

 

Isso acontece porque os parlamentares costumam exercer todo o mandato focando as emendas nas cidades que mais atuam politicamente. Coisa natural.

 

No entanto, foram tantos prefeitos com a mesma cobrança que Cássio levou isso na cabeça até o dia em que pôs os pés no Senado, ruminando consigo mesmo uma forma de não passar por isso.

 

Tanto que ele sempre estudou uma forma de contemplar o maior número de prefeituras paraibanas possíveis durante todo o seu mandato, previsto até o final de 2018.

 

E parece que chegou a uma fórmula: trata-se do rodízio de emendas para prefeituras.

 

A cada ano, tomando como base índices de desenvolvimento humano, Cássio vai selecionar uma quantidade específica de prefeituras que receberão recursos das suas emendas individuais, algo em torno de R$ 15 milhões atualmente. As prefeituras escolhidas já não teriam mais o direito de receber emendas no ano seguinte. E assim sucessivamente.

 

Os cálculos exatos para aplicação no rodízio ainda estão em análise. Cássio, inclusive, já vem falando com prefeitos aliados que agir assim. No geral, ele quer chegar ao final do mandato com o maior número de prefeituras contempladas.

 

A regra, entretanto, só terá uma exceção: a prefeitura de Campina Grande, para qual Cássio destinou R$ 1 milhão para o Orçamento Geral da União de 2012.

 

Ela será a única que terá o direito de se repetir na sua lista até o final do mandato.

 

 

  • Blog do Luís Tôrres

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe