Filho da vice-governadora Lígia Feliciano (PDT), e do deputado federal Damião Feliciano (PDT), o secretário de Turismo do Estado, Gustavo Feliciano, defendeu a união das oposições em Campina Grande nas eleições de 2020.

Em entrevista a Rádio Caturité FM, ele disse a primeira discussão deve surgir em torno de um projeto para depois se encaminhar para a escolha de um nome de consenso.
Ele citou que a oposição possui grandes nomes que podem ser considerados e ratificou que o seu nome está à disposição para disputar a Prefeitura de Campina Grande em 2020.

De olho no Palácio do Bispo, ele revelou que o seu nome é mais uma alternativa no meio de tantos nomes que as oposições apresentam em Campina Grande. Também frisou que, antes da definição do candidato, é necessário formar uma chapa forte e competitiva para que um projeto de desenvolvimento seja apresentado à população campinense.

– Eu disse que jamais deveria me furtar de colocar meu nome à disposição, mas acredito que a união das oposições em torno de um projeto para tirar Campina dessa estagnação, eu acho que depois de criarmos uma união em torno de um projeto, podemos discutir um nome. Coloco sim o meu nome à disposição. Nós do PDT acreditamos que a união das oposições é que vai fazer que tenhamos uma vantagem eleitoral nas eleições de 2020 – disse.

Severino Lopes
PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Em nota, Assembleia lamenta morte do ex-deputado Marcus Odilon

Em nota emitida na manhã desta segunda-feira (24), o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino, lamentou a morte do ex-deputado estadual e ex-prefeito de Santa Rita, Marcus Odilon.…

Análise: após o Carnaval, a Paraíba será cenário de guerra política

A conclusão é óbvia. Após o período de Carnaval o clima de certa “afabilidade” entre deputados federais, estaduais, prefeitos, vereadores e o próprio governador João Azevêdo (Cidadania) será modificado drasticamente,…