Por pbagora.com.br
Gastos inexplicáveis na Prefeitura de Pocinhos, localizada no Compartimento da Borborema, revoltam os moradores do município. O prefeito Cláudio Chaves da Costa (PMN) vai ter que dar satisfações ao Tribunal de Contas do Estado da Paraíba e ao Ministério Público Federal (MPF) sobre o gasto de mais de R$ 4 milhões com o aluguel de 70 veículos. Com a mesma quantia, é possível comprar 135 carros populares à vista ao preço de R$30 mil. A denuncia foi feita ao TCE e ao MPF pelo presidente da Câmara de Pocinhos o vereador Sóstenes Murilo (PSB).

 

Segundo dados disponibilizados pelo Sagres no Tribunal de Contas do Estado, no ano de 2013, o prefeito Cláudio Chaves da Costa firmou contrato com a empresa Aloísio Pessoa de Melo- ME, com sede em Campina Grande, para locação de veículos recebendo segundo empenhos a quantia de R$1.009,199.
Com a justificativa de pagamento para despesas pela prestação de serviço para a ‘locação’ de veículo para transporte escolar durante sete meses do ano (abril a outubro), a empresa recebeu diversos empenhos em quantias superiores aos R$80 mil e nas mesmas datas também foi beneficiada com a quantia de R$25.252 totalizando mais de R$100 mil por mês dos cofres públicos. No mesmo ano diversos empenhos foram pagos em quantias inferiores, alguns superando R$50 mil, montante recebido no dia 02 de dezembro do mesmo ano.

 

"""É um absurdo. Nossos postos de saúde estão sem médicos e o prefeito gasta mais de R$ 4 milhões para alugar carros para a prefeitura. É muito descaso com o povo, que não é palhaço", desabafou o presidente do Poder Legislativo de Pocinhos relatando que foi aprovado na Casa um requerimento solicitando informações sobre a aplicação de recursos públicos na locação de veículos e o prefeito Cláudio mostrou-se indiferente, não disponibilizando detalhes sobre a empresa beneficiada e os serviços prestados a população.

 

No ano de 2014 a mesma empresa abocanhou da Prefeitura de Pocinhos a quantia de R$1.808.199, somente no mês de novembro a ME recebeu quase R$300 mil com dois empenhos de R$109.157 e quantias menores datadas nos dias 11. Ainda no mesmo ano seis pagamentos superiores aos R$100 mil foram efetuados para locação de veículos, bem como empenhos com montante ultrapassando os R$25 mil num total de onze pagamentos em meses alternados.

 

Não satisfeito, o prefeito Cláudio, mesmo com as criticas da população em face da crise econômica continuou a locar carros com a empresa Aloísio Pessoa de Melo- ME que recebeu em apenas cinco meses do ano de 2015 a quantia de R$636.000 na modalidade pregão presencial, disponibilizando veículos para as secretarias de: Ação Social, Infra-estrutura, Administração, Educação, Saúde, para o gabinete do prefeito e serviços de assessoria contábil na gestão municipal.

 

Os gastos exorbitantes com a locação de veículos continuam no ano de 2015 com uma nova parceira: a Malta Locadora Eirele- ME, domiciliada em Jaboatão dos Guararapes (PE), alvo de diversas investigações no estado vizinho e que segundo dados do Portal da Transparência junto a Prefeitura de Pocinhos, recebeu nos ""meses de junho, julho e agosto a bagatela de: R$ 624.024, quando somada à quantia de R$3.453.631 paga a locadora Aloísio Pessoa de Melo- ME, chega-se ao percentual estratosférico de R$4.077.655 para locação de veículos na Prefeitura de Pocinhos com: transporte escolar, secretarias, empresas de consultorias e gabinete do prefeito, montante empregado num prazo de menos de três anos de gestão.

 

“A população aqui em Pocinhos sofre bastante: falta medicamento no Hospital Antonio Luiz Coutinho. Nas escolas as crianças merendam suco e bolacha, diversas ruas estão com o esgoto a céu aberto, além de diversas obras inacabadas há mais de um ano”, desabafou o presidente da Câmara, o vereador Sóstenes Murilo defendendo uma apuração rigorosa para o caso.

 

A reportagem do PB Agora entrou em contato com o prefeito Cláudio Chaves da Costa, porém o seu celular estava desligado.

 

Henrique Lima

PB Agora

Notícias relacionadas

Veja ponto a ponto do depoimento de Luiz Henrique Mandetta à CPI da Covid

Em mais de sete horas de depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta detalhou procedimentos que adotou contra a pandemia e…

“O PT tem que abrir diálogo”, diz Jackson ao destacar que o MDB deve ser procurado

O presidente do Partido dos Trabalhadores na Paraíba (PT-PB), Jackson Macedo, analisou a hipótese da sua sigla buscar o apoio de outras legendas como o MDB para um eventual apoio…