Cerca de 20 pessoas que moravam nas residências ao lado da Colônia Penal Agrícola do Sertão em Sousa, ficaram desabrigadas após a chuva de 190mm no último final de semana em Sousa.

Algumas residências ficaram destruídas com a água que invadiu as casas e alagou as ruas. Em protesto, as famílias resolveram acampar na Prefeitura Municipal de Sousa.

De acordo com o morador Alex Rodrigues, o objetivo do manifesto que está sendo realizado de forma pacífica, é buscar moradias para as pessoas desabrigadas. “Muitas casas ficaram alagadas com as chuvas e não temos mais onde morar. Tenho filhos e mulher para cuidar, e só vou sair da Prefeitura quando entregarem lugar para minha família morar”, disse.

Os moradores afirmaram que estão necessitando de doações de alimentos para os desabrigados que continuam realizando o protesto na Prefeitura Municipal.

De acordo com o assessor de comunicação da Prefeitura de Sousa, Augusto Vieira, o Prefeito André Gadelha deverá se reunir com o secretário de infraestrutura para tentar resolver o problema das famílias desabrigadas.

PB Agora com Diário do Sertão

 

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Governador destina R$ 16,1 milhões para ações contra o Coronavírus, na PB

Um decreto publicado no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (8) disciplina a destinação de R$ 16,1 milhões do Estado para o enfrentamento do novo Coronavírus. O documento destina, por…

“Enxergam um herói, eu vejo um golpista”, diz Jackson sobre Mandetta

Enquanto as pesquisas apontam que a população brasileira aprova o trabalho do ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta a frente do combate à pandemia do coronavírus, o presidente estadual do…