Cerca de 20 pessoas que moravam nas residências ao lado da Colônia Penal Agrícola do Sertão em Sousa, ficaram desabrigadas após a chuva de 190mm no último final de semana em Sousa.

Algumas residências ficaram destruídas com a água que invadiu as casas e alagou as ruas. Em protesto, as famílias resolveram acampar na Prefeitura Municipal de Sousa.

De acordo com o morador Alex Rodrigues, o objetivo do manifesto que está sendo realizado de forma pacífica, é buscar moradias para as pessoas desabrigadas. “Muitas casas ficaram alagadas com as chuvas e não temos mais onde morar. Tenho filhos e mulher para cuidar, e só vou sair da Prefeitura quando entregarem lugar para minha família morar”, disse.

Os moradores afirmaram que estão necessitando de doações de alimentos para os desabrigados que continuam realizando o protesto na Prefeitura Municipal.

De acordo com o assessor de comunicação da Prefeitura de Sousa, Augusto Vieira, o Prefeito André Gadelha deverá se reunir com o secretário de infraestrutura para tentar resolver o problema das famílias desabrigadas.

PB Agora com Diário do Sertão

 

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Presidente nacional do PSB quer reunião com João e RC em Brasília e defende unidade na sigla

O impasse interno no diretório estadual do PSB levantou a hipótese de que uma intervenção da Executiva nacional poderia ocorrer. No entanto, na manhã desta sábado, presidente nacional da sigla,…

RC cobra investigação para arrombamento de escritório em JP

O ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), presidente da Fundação João Mangabeira, está cobrando investigação para apurar o arrombamento de seu escritório, em João Pessoa, ocorrido na noite de ontem,…